Site icon Duna Press Jornal e Magazine

Seleção Brasileira empata com a Costa do Marfim pela segunda rodada dos Jogos Olímpicos

Lucas Figueiredo/CBF

Em Yokohama, Brasil cria boas chances, mas fica no 0 a 0 com a seleção africana; decisão do Grupo D fica para rodada final.

Na segunda rodada dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, a Seleção Brasileira Masculina enfrentou a Costa do Marfim na manhã deste domingo (25) e empatou em 0 a 0. A equipe comandada por André Jardine controlou as ações diante do time africano, criou boas chances de gol na volta do intervalo, mas o zero no placar prevaleceu até o apito final no Estádio de Yokohama.

Com o resultado, o Brasil lidera o Grupo D com quatro pontos e maior saldo de gols. A classificação para a próxima fase será decidida na última rodada, que a equipe enfrenta a Arábia Saudita, na quarta-feira (28), às 5h (de Brasília).

O jogo

A partida começou com as duas equipes se lançando ao ataque. Aos três minutos, a Seleção Brasileira chegou pela esquerda com Richarlison, que cruzou na área onde Matheus Cunha pressionou o goleiro Tape, mas que acabou ficando com a bola. A Costa do Marfim respondeu com Gradel, que entrou na área e chutou na rede pelo lado de fora. Na marca dos 12, após checagem do VAR, Douglas Luiz foi expulso com cartão vermelho por intervir em lance claro de gol marfinense.

Mesmo com a desvantagem numérica dentro de campo, o Brasil seguiu com mais posse de bola e tentando abrir o placar. Aos 20, Claudinho cobrou falta da esquerda e levantou com perigo na área, mas o goleiro adversário conseguiu tirar para escanteio. Depois, a seleção africana fez o goleiro Santos entrar em ação em duas oportunidades. O camisa 1 segurou a finalização forte de Diallo Traoré e, logo em seguida, defendeu o chute cruzado de Kessié.

Aos 36, a Canarinho partiu em contra-ataque, Antony foi acionado pela direita, avançou em velocidade e cruzou para o goleiro afastar. Na sobra, Claudinho tentou mandar para o gol, mas a defesa tirou para escanteio. E, na cobrança, o camisa 20 cruzou com perigo pela esquerda, e Tape pulou para ficar com a bola. Nos instantes finais, a equipe marfinense levou perigo novamente com o camisa 10, Diallo Traoré, que foi parado em outra boa defesa de Santos. E o Brasil respondeu com Richarlison, que cruzou com da direita para a área, mas viu a zaga adversária afastar o perigo e manter o placar zerado.

O Brasil voltou controlando as ações no segundo tempo e criando mais chances de gol. Aos 11 minutos, Claudinho deu boa enfiada de bola para Matheus Cunha, que viu Eboue Kouassi evitar a finalização. Logo depois, Bruno Guimarães fez ótimo cruzamento para Cunha, que cabeceou com perigo no meio da meta africana. Na marca dos 31, Claudinho aproveitou sobra e arriscou de longe para defesa de Tape. A Costa do Marfim teve Kouassi expulso pelo segundo cartão amarelo por falta em Martinelli, e a Canarinho seguiu melhor.

Com dez para cada lado, o cenário ficou ainda melhor para a Canarinho, que seguiu dominando e sem dar espaços aos marfinenses. Aos 36, Daniel Alves tocou para Malcom, que levou para o meio e serviu Claudinho. O meia arriscou chute colocado de fora da área, que foi para fora. Seguindo a pressão, Guilherme Arana mandou uma bomba na marca dos 41 e obrigou boa intervenção do goleiro Tape. A Seleção Brasileira continuou ofensiva até o último lance do confronto, que acabou sem alterações no placar.

Brasil: Santos, Dani Alves, Nino, Diego Carlos e Guilherme Arana; Douglas Luiz, Bruno Guimarães, Claudinho e Antony (Malcom); Matheus Cunha (Gabriel Martinelli) e Richarlison (Paulinho).

PARA ANOTAR NA AGENDA

3ª rodada – Brasil x Arábia Saudita
Data: 28 de julho (quarta-feira)
Horário: 5h (de Brasília)
Local: Estádio Saitama

FUTEBOL MASCULINO NOS JOGOS OLÍMPICOS

O torneio de futebol masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 reúne 16 diferentes seleções, divididas em quatro grupos com quatro equipes cada. Após a fase de grupos, os dois melhores de cada chave se classificam para as quartas de final, de onde o torneio segue no formato mata-mata até a grande final.

Fonte: CBF


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!