Esportes

Hamilton “encontrou seu par” em Verstappen, diz Horner antes do confronto crucial na Hungria

O chefe de equipe da Red Bull, Christian Horner, afirmou que Lewis Hamilton foi o “agressor” no confronto de Silverstone que viu Max Verstappen abandonar o Grande Prêmio da Inglaterra na primeira volta, e diz que o surgimento do holandês como um verdadeiro candidato ao título significa ao sete vezes campeão que finalmente “encontrou seu par” após anos de domínio da F1.

Horner falou muito sobre sua frustração no domingo após o Grande Prêmio, rotulando o triunfo de Hamilton como uma “vitória vazia”, enquanto Verstappen disse que as comemorações do britânico foram inadequadas. O chefe da Mercedes, Toto Wolff, e o piloto Hamilton responderam na mesma moeda, com o campeão dizendo “quando alguém é muito agressivo, essas coisas acontecem” e insistindo que “é preciso haver respeito na pista”. E parece que a guerra de palavras está longe de terminar antes do Grande Prêmio da Hungria.

“O agressivo novato na F1 de 17 anos, Max Verstappen, a que Hamilton está se referindo, não é o Max Verstappen de hoje, assim como Hamilton não é o mesmo piloto de quando entrou no esporte”, escreveu Horner em sua coluna no site da Red Bull após o GP britânico.

“Ambos os pilotos são, obviamente, inflexíveis no seu estilo de condução, mas são ambos altamente qualificados com uma grande experiência. A realidade é que Hamilton encontrou seu rival em um carro que agora é competitivo, e eu concordo que os dois pilotos precisam mostrar respeito um ao outro, mas Hamilton foi o agressor no domingo”.0

Horner também respondeu especificamente aos comentários feitos pelo chefe rival Wolff, que classificou as abordagens da Red Bull sobre o incidente como “tão pessoal”.

“Eu gostaria de responder a alguns comentários que vi de Toto, que disse que nossos comentários sobre Hamilton ter causado o acidente foram ‘muito pessoais’”, disse ele.

“Eu gostaria de deixar isso claro. Este foi um incidente na pista entre dois dos melhores pilotos do mundo. No momento em que você tem um piloto no hospital e a extensão dos ferimentos ainda não foi esclarecida, seu carro foi cancelado e os comissários penalizaram o piloto considerado responsável, é natural que a emoção aumenta, para todos os envolvidos, quer você se sinta injustiçado ou vitorioso”.

O chefe da Red Bull também refutou a noção de Hamilton de que seu rival estava sendo “muito agressivo” antes do acidente.

“Eu também achei que a narrativa de que Max estava sendo ‘excessivamente agressivo’ naquele estágio era injustificada”, continuou Horner. “Você só precisa olhar para o fato de que Max tem zero pontos de penalidade em sua licença e não foi considerado culpado de nenhum erro de julgamento nos últimos anos”, acrescentou.

Com a Red Bull agora apenas quatro pontos à frente da Mercedes – e Verstappen oito pontos à frente de Hamilton – a batalha pelo título está acirrada, mas as chamas continuarão a se espalhar na Hungria?

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo