Esportes

Operário-PR e CRB triunfam na Série B; Avaí e Brasil-RS empatam

Fantasma venceu o Coritiba, enquanto o CRB levou a melhor diante do Sampaio Corrêa. Veja os detalhes das partidas deste domingo.

Três jogos colocaram um ponto final na 14ª rodada da Série B, na noite deste domingo (25). Jogando em casa, o Operário-PR bateu o Coritiba por 1 a 0. Enquanto no Castelão, o CRB venceu o Sampaio Corrêa. No outro duelo do dia, Avaí e Brasil-RS ficaram no 1 a 1. Veja como foi:

Operário-PR 1 x 0 Coritiba
As equipes tiveram dificuldades para encontrar os espaços no ataque durante os 45 minutos iniciais do duelo. O Fantasma assustou pela primeira vez em arremate de fora da área de Leandro Vilela, aos nove. Enquanto o Coritiba chegou pelo alto, depois de cabeçada de Waguininho, aos 31. Até que, aos 35, Fábio Alemão conseguiu furar o bloqueio adversário em ótimo lançamento para Ricardo Bueno, que esperou o quique da bola e soltou o pé para colocar o Operário na frente.

Na etapa complementar, o jogo começou com o mesmo ritmo do primeiro tempo. Mas, aos 26 minutos, o time da casa passou a jogar com um a menos, depois da expulsão de Leandro Vilela. Precisando buscar o resultado e em vantagem numérica, o Coxa foi para cima. Val, aos 31, mandou rente à trave adversária. O Fantasma até respondeu em rápido contra-ataque finalizado por Djalma Silva. Mas foi o Coritiba que se manteve no ataque. Léo Gamalho, William Alves e até mesmo o goleiro Wilson tentaram para os visitantes, mas não conseguiram evitar a derrota.

Com o resultado, o Operário voltou a vencer depois de duas derrotas consecutivas, chegou aos 21 pontos e aparece agora na oitava posição. Já o Coritiba segue na vice-liderança, com 25 pontos somados.

Sampaio Corrêa 2 x 3 CRB
O Galo começou o jogo em ritmo alucinante. E, logo no primeiro minuto, Emerson fez a roubada de bola, invadiu a área e bateu no ângulo para fazer 1 a 0. Na sequência, o atacante recebeu ótimo passe de Claudinei e foi derrubado dentro da área. Pênalti para os visitantes e na cobrança Wesley ampliou a contagem no Castelão, aos nove. Nos minutos seguintes, o CRB não conseguiu manter o ímpeto ofensivo e, principalmente a partir dos 30 minutos, o Sampaio Corrêa apareceu mais no ataque. Nilson Júnior e Ciel chegaram com perigo. Até que, aos 38, Ciel teve mais uma oportunidade em cobrança de falta e dessa vez não perdoou: 2 a 1.

No segundo tempo, o time da casa precisou de apenas seis minutos para empatar a partida, depois que Ciel aproveitou um vacilo na saída de bola do Galo e deixou Ferreira na boa para estufar as redes. Mas, aos 17, Jajá soltou uma bomba para recolocar o CRB na frente. Já aos 30, Calyson quase fez mais um para os visitantes. Depois disso, o duelo voltou a esfriar e só voltou a ganhar intensidade nos acréscimos, quando Watson assustou para o Sampaio e Alan James respondeu para o Galo. No entanto, o marcador seguiu sem alterações.

O triunfo fora de casa coloca o CRB na terceira posição, com 24 pontos. Já o Sampaio tem 20 e ocupa a décima colocação.

Avaí 1 x 1 Brasil-RS
Na Ressacada, o Brasil-RS foi quem buscou mais o ataque nos primeiros minutos. Aos oito, depois de jogada bem trabalhada, Ramon teve boa chance, mas pegou mal na bola e não conseguiu fazer a finalização precisa. Já aos 18, Jarro recuperou a bola para os visitantes e tocou para Netto, que avançou pelo meio e bateu rasteiro da entrada da área para abrir o placar: 1 a 0. Dois minutos depois, o Avaí passou a jogar com um a menos, após expulsão de Lourenço. Apesar da desvantagem numérica, o time da casa criou boa oportunidade para empatar a partida, mas Jonathan não aproveitou, aos 25. Três minutos depois, Netto quase anotou o segundo do Xavante. Enquanto, já aos 43, o Leão chegou de novo, em contra-ataque puxado por Jonathan, mas quando Renato chegava para finalizar, Ícaro apareceu no carrinho e salvou os visitantes.

Depois do intervalo, o Brasil quase marcou mais um com Renatinho, aos 23. Mas, no minuto seguinte, foi o time da casa que encontrou o caminho das redes com Júnior Dutra. O atacante, que saiu do banco de reservas, soltou uma bomba de perna direita, viu a bola desviar na marcação e morrer no fundo da meta adversária. No embalo do gol, o camisa 11 quase marcou mais um, aos 25. Na sequência, Jarro recebeu o segundo cartão amarelo e o Brasil também passou a ter dez jogadores em campo. Com a igualdade numérica e também no placar, o jogo ganhou em intensidade. Netto, aos 31, arriscou mais uma para o Xavante. E Júnior Dutra, aos 33, respondeu de novo para o Avaí. Nos instantes finais, as equipes foram para o tudo ou nada. Copete, Edilson e Valdívia tentaram para o Leão. Já do lado do Brasil, Fabrício e novamente Netto tiveram boas chances. Mas o empate seguiu no marcador até o apito final.

Com o empate, o Avaí chegou aos 22 pontos e caiu para a sétima posição. Enquanto o Xavante é o 16º, com 12 pontos.

Fonte: CBF


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo