News

Pará: Órgãos estaduais apoiam a agricultura familiar para o desenvolvimento rural sustentável

A Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap) e a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural promovem ações que fortalecem o segmento.

No dia a dia, o agricultor familiar, José Wilson de Souza Silva trabalha para produzir o próprio alimento para o seu sustento e da família, no município de Capitão Poço, no nordeste do Pará. Distante do agricultor 73 quilômetros, no município de Santa Luzia do Pará, a agricultora, Andrelina Ramos, também vive do que cultiva em seu terreno. Nos limites entre Bragança e Augusto Corrêa, na Comunidade de Santa Maria do Patau, a 7 Km da  PA-454, Ilson José Brito é outro agricultor familiar, que acorda antes do sol e começa o dia com as mãos na terra.Produção de citros também tem o apoio da Sedap e Emater Pará.

Mesmo que não se conheçam pessoalmente, os três agricultores familiares têm consciência da importância do trabalho de cada um. “Subsistência. A gente colhe o que planta. A agricultura familiar é viável sócio e economicamente. Tem uma importância muito grande na minha vida e da minha família . O agricultor familiar não deve deixar de acreditar nele“, ressalta o agricultor José Wilson, de Capitão Poço. Andrelina Ramos concorda com ele: “agricultor familiar é uma das profissões mais dignas que existem. Onde você trabalha para si e para o outro. Quando você produz alimentos, isso é de grande valia para toda uma nação”.

Dia Internacional do Agricultor Familiar

Como os três agricultores, mais de 60 mil trabalhadores do campo no Pará têm, neste domingo (25), o Dia Internacional do Agricultor Familiar. A Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), por meio da Diretoria de Agricultura Familiar (Dafa) e da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), promovem ações para aperfeiçoar o trabalho e fortalecer o segmento.

A Adepará também executa ações que visam a melhorar a qualidade da produção. A diretora da Agricultura Familiar, Antônia Aleixo, diz que ainda há um longo trabalho a ser feito, mas, os órgãos públicos trabalham para que a agricultura familiar no estado se destaque cada vez mais. 

Os órgãos estaduais articulam parcerias importantes no trabalho junto ao agricultor familiar. Um exemplo são as feiras realizadas com o Sebrae Pará e os cursos ministrados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). 

Entre as ações governamentais, a Sedap, por exemplo,  distribui as barracas para uso dos trabalhadores rurais na exposição e venda de sua produção nas feiras de alimento saudáveis.

 Produções diárias 

O agricultor José Wilson de Souza Silva cultiva mandioca para a produção de farinha, pimenta-do-reino consorciada com açaí, banana e citrus (laranja e limão), entre outros produtos em sua propriedade de 25 hectares, em Capitão Poço, a razão da vida dele.

Já Andrelina Ramos planta mandioca e produz, ainda, derivados da raiz, como a farinha d’água, farinha de tapioca e a goma. Ela reside e trabalha na comunidade quilombola Tipitinga, onde nasceu e aprendeu com os pais a arte de cultivar a terra.

Andrelina Ramos contou que, no ano de 2019, após a comunidade receber sementes de açaí da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), ela também passou a cultivar açaí. Por sua vez, desde menino, Ilson José Brito planta abacaxi, mandioca, maracujá, cana -de-acúçar, bacuri, coco, limão, macaxeira, piquiá, andiroba, na Comunidade de Santa Maria do Patau, a 7 Km da  PA-454. “É de onde tiro todo meu sustento, passo bem e levo para a mesa das pessoas”, conclui o agricultor Ilson José. 

Fonte: Agência Pará  


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo