Esportes

Herta lidera primeiro treino livre em Nashville

Colton Herta liderou o treino de abertura na sexta-feira para o Grande Prêmio Big Machine Music City nas ruas de Nashville, controlando as curvas variadas e os solavancos consideráveis ​​do circuito de rua desafiador para este novo evento da SÉRIE NTT INDYCAR.

A melhor volta de Herta foi de um minuto e 16,5875 segundos no nº 26 Gainbridge Honda em torno do circuito de rua de 11 curvas e 2,17 milhas que inclui duas viagens sobre a Ponte Memorial dos Veteranos Coreanos por volta.

“Estamos apenas começando a lidar com a pista”, disse Herta. “Obviamente, viemos aqui com um pacote muito bom. Fomos rápidos imediatamente e me senti muito confortável para começar a acelerar”.

“É um pouco estressante, a primeira vez que você tem que passar direto pela ponte com os solavancos porque a última coisa que você quer fazer é o carro afundar e você o joga contra a parede em uma reta; você parece estúpido com isso. As simulações que fizemos anteriormente foram pontuais para o que esperávamos e tornaram meu trabalho muito mais fácil”.

O campeão da Six-Time Series, Scott Dixon, ficou em segundo com 1: 16.9653 no 9º PNC Bank Grow Up Great Honda. O novato Romain Grosjean foi terceiro em 1: 17.1305 no n ° 51 Nurtec ODT Honda.

Alexander Rossi ficou em quarto a 1: 17.1742 no No. 27 AutoNation/NAPA AUTO PARTS Honda, e Marcus Ericsson completou os cinco primeiros com 1: 17.2168 no No. 8 Bryant Honda.

Os pilotos com motor Honda conquistaram os seis primeiros lugares da tabela de tempos durante a sessão de 75 minutos. O líder de pontos da série, Alex Palou, foi o sexto com 1: 17.2264 no décimo lugar da NTT DATA Honda.

A ação da pista recomeça às 13h (horário do leste dos EUA) de sábado com um treino de 45 minutos, com qualificação para o Prêmio NTT P1 às 16h30.

O campo de 27 carros – o maior fora do Indianápolis 500 na série desde 2013 – demorou para ganhar velocidade no novo circuito fascinante, que inclui curvas ao redor do complexo do paddock, duas longas retas sobre o rio Cumberland e um seção apertada no centro de Nashville. Mas dois pilotos ainda tinham encontros não planejados com paredes de contenção de concreto ou barreiras de pneus.

O candidato ao campeonato, Pato O’Ward, abriu seu fim de semana com um pequeno contratempo quando caiu no 5º Arrow McLaren SP Chevrolet aos 22 minutos da sessão. A roda dianteira direita de O’Ward prendeu a barreira na Curva 3, que leva à ponte, que então lançou o carro contra a barreira do outro lado do circuito.

O’Ward saiu do carro sem se machucar, e a roda dianteira esquerda/conjunto de suspensão e asa dianteira esquerda sofreram danos moderados. O’Ward está em segundo na classificação da série, 39 pontos atrás do líder Palou.

“Fui pego pela parede interna da Curva 3”, disse O’Ward. “Eu vou ficar bem, cara. Eu amo esse lugar. Que faixa legal. O dano não parece ser tão ruim. Estaremos prontos para partir amanhã”.

O muro de contenção também recolheu Conor Daly com quatro minutos para o fim. As rodas traseiras do Chevrolet Nº 20 da Força Aérea dos EUA de Daly travaram quando ele freou para a Curva 9, saindo da ponte, e o lado direito do carro deslizou para dentro da barreira de pneus. Daly escalou sem ajuda, o carro sofreu danos moderados.

Em números: resultados

Fonte: NTT IndyCar


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo