News

Projeto une teatro e game para divulgar ciência em escolas públicas de MS

Na última semana teve início o projeto “Among Us nas Escolas”, uma ação de divulgação científica desenvolvida em escolas de nível médio da rede pública de Mato Grosso do Sul. Inspirada no game como forma de ampliar a divulgação entre adolescentes e jovens, a ação usa teatro e estratégias de engajamento on-line para falar sobre ciência e a possibilidade de educação superior no Estado.

Realizada pelo Mídia Ciência, projeto desenvolvido pela Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundect) juntamente com Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), a atividade começou no dia 29 de julho, de forma on-line e com a participação de estudantes do ensino médio da Escola Estadual Peri Martins, de Bataguassu, cidade distante 310,9 km de Campo Grande. A ação contou com apoio da Secretaria Estadual de Educação de Mato Grosso do Sul.

“Nosso objetivo é, primeiro, falar de ciência com alunos do jeito mais acessível possível, por isso fizemos referência a um jogo que é familiar para a grande maioria deles”, explica o coordenador do projeto, André Mazini, que complementa: “Também mostramos aos estudantes um panorama das possibilidades que eles têm de continuar uma formação superior após a conclusão do Ensino Médio, compartilhando informações sobre processos seletivos, cotas, bolsas, auxílios financeiros, opções de cursos, entre outros”.

A estreia na Escola de Bataguassu contou com a participação de mais de 50 estudantes, do 1º ao 3º ano do Ensino Médio. A ação é dividida em duas etapas, a primeira corresponde a uma apresentação teatral e interativa, inspirada no jogo “Among Us”, apresentando a história fictícia de uma investigação criminal que só é resolvida graças ao apoio de cientistas da UEMS. Em seguida, o projeto propõe um bate-papo com os estudantes sobre as possibilidades de formação em universidades de Mato Grosso do Sul.

Segundo a professora Ana Paula Zorzan Mattos, que acompanhou a ação, por abordar um jogo da realidade dos adolescentes, a atividade conseguiu conquistar a atenção dos estudantes e deixar clara a importância da pesquisa científica. “A experiência foi bastante relevante, os estudantes interagiram com o ator para desvendar o mistério, percebendo que através do conhecimento científico puderam desvendar com êxito. Na parte das universidades, ficaram motivados em saber que podem sim realizar seus sonhos de cursar um bom curso, pois existem vários meios que podem facilitar o ingresso”, explica.

Para a estudante Bruna Paulina da Silva, 16 anos, a experiência foi positiva. “Ainda mais para a gente que está no ensino médio, podemos ter uma noção de como entrar para a faculdade, como aplicar o conhecimento, eu acho que foi uma experiência de muito aprendizado e muito vantajosa para a gente”, ressalta a aluna, que está no 2º ano do ensino médio e pretende cursar Medicina. Com informações do Mídia Ciência.

F


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo