Esportes

Onde Valtteri Bottas correrá em 2022?

É uma pergunta que fazemos há meses, onde correrá Valtteri Bottas em 2022? O finlandês tem esperança de que a Mercedes renove para uma sexta temporada, mas se eles optarem por promover seu júnior George Russell da Williams, onde fica Bottas?

Opção 1: Mercedes

É aqui que Bottas quer estar em 2022. Desde que Nico Rosberg partiu no final de 2016, o finlandês tem sido parte integrante do Silver Arrows continuando seu domínio no campeonato de construtores, uma corrida que começou em 2014 e ele sabe de sua saída provavelmente sinalizará o fim de suas esperanças de vencer o Campeonato Mundial de Fórmula 1.

Ele sabe que não teve a melhor das temporadas e saiu da disputa pelo título de forma realista (se não matematicamente) desde o início. Um ressurgimento na rodada tripla França-Áustria-Estíria deu-lhe esperança, mas ele deve saber que Russell continua impressionando na Williams, com duas aparições no Q3, Q2 em 10 das 11 corridas e, finalmente, seus primeiros pontos para a equipe na Hungria.

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, disse que o erro calamitoso de Bottas em Budapeste não vai influenciar a decisão sobre o piloto de 2022 da equipe. Bottas e seu staff ainda não conversaram com a Mercedes, as negociações estão planejadas para as próximas semanas antes de Spa.

Bottas vai argumentar que tem um histórico de entregas na Mercedes desde que entrou em 2017 e se dá bem com seu companheiro de equipe Lewis Hamilton para criar uma atmosfera harmoniosa. A Mercedes precisará decidir se isso é suficiente para fazer Russell esperar mais um ano ou se é hora de promover seu enorme talento enquanto planejam o próximo ciclo.

Caso a Mercedes opte por se despedir de Bottas, Wolff diz que tem a “responsabilidade” de que Bottas tenha um “grande futuro”.

1328909112
Bottas e Hamilton provaram ser uma equipe formidável – mas isso será o suficiente para manter o finlandês na Mercedes?
Opção 2: Williams

Se sua jornada com a Mercedes chegar ao fim, Bottas está aberto para um passeio mais adiante no campo e, portanto, um retorno à Williams faz muito sentido para ambas as partes.

Afinal, a equipe britânica deu ao finlandês sua estreia na F1, então sua carreira se fecharia. É uma equipe que está em alta com novos rumos e investimentos e oferece a ele a chance de provar que pode liderar uma equipe.

A Williams está interessado nele se Russell for embora. Não apenas sua experiência seria inestimável, mas há muitos na equipe que trabalharam com Bottas em sua primeira passagem e o avaliam muito bem. Atrair alguém de seu calibre seria sensacional para o moral da equipe e um grande acerto para sua reconstrução.

Eu entendo que houve discussões, mas eles não vão acelerar até que a Mercedes decida se eles querem Russell ou não, em respeito ao piloto britânico.

Caso Bottas volte, este pode ser um casamento que funcione para os dois lados, como aconteceu quando Felipe Massa saiu da Ferrari em 2014.

492236410
Bottas estrelou na Williams ao longo de quatro temporadas com a equipe
Opção 3: Alfa Romeo

A Alfa Romeo surgiu como uma opção para Bottas no próximo ano, a equipe suíça deseja um piloto experiente caso Kimi Raikkonen e a equipe decidam não continuar juntos.

O chefe da equipe, Fred Vasseur, conhece o atual chefe de Bottas, Wolff, e avalia o finlandês como um vencedor comprovado da corrida, Bottas seria uma adição muito útil, já que a equipe procura aproveitar ao máximo a alteração do regulamento de 2022.

O compromisso renovado da Alfa Romeo como patrocinador principal e financiador é um bom presságio para o futuro desta equipe no curto prazo, o que pode dar ao piloto de 31 anos esperança de que eles têm os recursos para se desenvolver.

Essa mudança seria mais desconhecida e possivelmente mais arriscada do que a Williams para Bottas, pois a equipe seria totalmente nova para ele, e vimos como alguns pilotos – como Daniel Ricciardo – têm lutado para fazer o ajuste ao mudar para um ambiente totalmente novo.

_V2_1999.jpg
Bottas (à esquerda) gostaria de se mudar para a Alfa Romeo se o finlandês Kimi Raikkonen deixar o time?
Opção 4: mudar para rally

Esta seria a opção menos provável. Bottas não está querendo nada além de dirigir na Fórmula 1 agora – mas se a Mercedes o deixar ir e Bottas decidir que Williams ou Alfa Romeo não são o ajuste certo, mudar para rally é algo que ele sempre disse que atrai.

Ele venceu um evento em Paul Ricard em 2019 e garantiu seu terceiro resultado consecutivo entre os 10 primeiros no Rally da Lapônia Ártica no início deste ano. Claro, seria um desafio ser capaz de competir no mais alto nível. Mas considerando que ele tem sido competitivo quando apenas tenta ralis ad hoc, isso é um bom presságio.

Se ele seguir esse caminho, provavelmente não faltarão caminhos e oportunidades no mundo dos ralis para o finlandês, considerando seu pedigree.

Bottas Paul Ricard 1.jpg
Bottas mostrou velocidade real ao volante de um carro de rali
Opção 5: ano sabático

Uma licença sabática é possível, pois é claro que ser companheiro de equipe de Hamilton pode ser mentalmente exaustivo – Nico Rosberg é a prova disso – mas não tenho a impressão de que Bottas está pronto para encerrar seu envolvimento nas competições de automobilismo, mesmo temporariamente.

Ele ainda tem fome – e ainda é um piloto muito bom. Seu infortúnio é que, quando consegue o melhor carro, seu companheiro de equipe passa a ser o maior de todos os tempos.

Você não consegue nove vitórias, 17 poles e 62 pódios, mesmo se tiver o melhor carro. Portanto, tirar um ano para tomar um pouco de ar, antes de seguir a carreira de rally ou talvez no automobilismo, é muito possível.

Mas depois que ele deixar a F1, é improvável que ele volte a competir, pois vimos como é difícil forjar um caminho de volta.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo