Esportes

Qual será a dupla de pilotos em 2022 da Alfa Romeo?

Embora a maioria do paddock da F1 esteja tirando férias bem merecidas agora, muitos não podem desligar completamente, pois ainda há uma pequena questão de seu futuro a ser decidido. A Alfa Romeo tem dois assentos para 2022, mas quem os vai ocupar?

Opção 1: Kimi Raikkonen

A decisão da Alfa Romeo de ficar com a Sauber como patrocinador do naming rights em um novo contrato de vários anos, aumenta as chances de Kimi Raikkonen permanecer por mais uma temporada, já que a marca está interessada em ter um campeão mundial.

A questão é: o finlandês, que fará 42 anos no início da próxima temporada, quer estender sua permanência na F1 em uma notável vigésima temporada? “Quando você dá uma olhada na corrida e nos comentários que ele está fazendo ao seu próprio engenheiro durante a corrida, eu acho que ele tem o fogo! Estou convencido”, disse Fred Vasseur, chefe da Alfa, quando perguntado se Raikkonen ainda tem fogo na barriga para continuar correndo.

1331812852
Kimi deseja mais um ano na F1?

“Teremos a decisão com Kimi nas próximas semanas. Vamos tomar a decisão juntos. A relação é muito positiva. Ele é um membro da família, ele é um cara muito apaixonado. E vamos tomar a decisão juntos”, acrescentou Vasseur.

A forma de Raikkonen tem sido decepcionante este ano, com o campeão mundial de 2007 marcando apenas dois pontos, um a mais que seu companheiro de equipe Antonio Giovinazzi, e admitiu abertamente que tem lutado na qualificação. Mas sua experiência continua sendo extremamente importante para a equipe, enquanto sua presença é um motivador. E com as novas regras introduzidas no próximo ano, ele seria uma pessoa útil para se ter por perto.

Opção 2: Valtteri Bottas

Na busca por experiência, Valtteri Bottas surgiu no radar da Alfa Romeo para 2022, o finlandês potencialmente no mercado caso a Mercedes opte por promover o júnior George Russell ao lado de Lewis Hamilton.

Se Bottas estiver interessado, a equipe suíça saberá que tem um piloto super motivado, que é um comprovado vencedor do Grand Prix e deseja provar sua habilidade fora da sombra do maior talento de todos os tempos da F1, Lewis Hamilton.

Ele seria um grande trunfo e talvez aplacasse o desejo da Alfa Romeo por um grande nome, caso Raikkonen não estivesse no futuro da equipe além do final deste ano.

Vimos como a mudança da Ferrari para a Williams deu a Felipe Massa uma nova vida em 2014. Da mesma forma, quando Raikkonen deixou a Scuderia pela equipe que lhe deu sua estreia, vimos um salto em sua forma. Não há razão para que Bottas não pudesse ver o mesmo.

1331634463
Bottas poderia mudar da Mercedes para Alfa Romeo?
Opção 3: Nico Hulkenberg

Se Raikkonen ou Bottas não assinarem na linha pontilhada, Nico Hulkenberg pode muito bem encontrar seu caminho de volta para a F1, como indiscutivelmente o piloto mais experiente disponível.

O alemão foi muito impressionante quando substituiu Sergio Perez e depois Lance Stroll quando a dupla da Racing Point testou positivo para Covid-19 no ano passado.

Sem dúvida, haveria um pouco de ferrugem se ele fizesse um retorno em tempo integral, mas ele ainda tem esperança de um retorno – o que significa que a motivação seria alta – no entanto, esta é a menos provável das três opções iniciais neste estágio.

Nico Hulkenberg ainda tem espaço na F1?
Opção 4: Antonio Giovinazzi

Parece que um lugar será ocupado por um piloto experiente, se a Alfa Romeo conseguir que um assine contrato, o que significa que Giovinazzi provavelmente lutará pelo segundo assento se quiser estender sua permanência na equipe pela quarta temporada consecutiva.

Não há dúvidas de que Giovinazzi teve um desempenho mais forte este ano, com o italiano liderando a qualificação por 7-4 contra Raikkonen. Mas ele não deu o pontapé inicial e superou o finlandês da maneira que muitos dentro da equipe esperavam.

Ele continua sendo uma boa opção para o próximo ano em termos de continuidade, enquanto suas ligações com o programa de juniores da Ferrari vão ajudar, dada a parceria do time com a Scuderia. Mas ele pode ficar vulnerável se o time quiser perseguir outros jovens.

1331791659
Giovinazzi quer ficar, mas já fez o suficiente …?
Opção 5: Callum Ilott

Por falar em juventude, Ilott é um candidato muito forte, o britânico impressionando a equipe em seu papel como piloto reserva, um papel que ele divide com Robert Kubica.

Ele fez o trabalho em suas duas aparições no TL1 (Portugal e Áustria) este ano e seu feedback é considerado um dos seus principais trunfos.

O vice-campeão da F2 do ano passado faz parte da Ferrari Driver Academy e, portanto, está em disputa caso a Scuderia ache que vale a pena apostar na F1.

20210702_GOODEN__GDN0664.jpg
Ilott já pilotou máquinas da Alfa Romeo nos treinos
Opção 6: Robert Shwartzman

Seria justo dizer que os juniores da Ferrari não tiveram um desempenho tão forte nas fórmulas juniores este ano, com Robert Shwartzman não dando o pontapé inicial da maneira que muitos esperavam.

O russo estava na disputa por uma vaga na F1 nesta temporada, com a Ferrari decidindo que um segundo ano na F2 para aprimorar suas habilidades era o caminho a seguir.

Mas eles esperavam que ele fosse mais alto que o terceiro no campeonato de pilotos. Dito isso, ainda faltam quatro rodadas, cada uma com três corridas, e ele está a apenas 17 pontos do líder Oscar Piastri.

Ganhando o título da F2 e a Ferrari certamente buscará colocá-lo na F1, e isso poderia muito bem ser na Alfa Romeo.

1329171833
Ele é altamente cotado na Ferrari, então Robert Shwartzman poderia subir para a F1 com a Alfa?
Opção 7: um estranho

A Alfa Romeo pode ir para a esquerda e recrutar Guanyu Zhou  que atualmente é o segundo na classificação de pilotos de F2. Sim, ele é membro da academia de pilotos Alpine, mas entendo que, dado que há poucas vagas na equipe de trabalho no futuro próximo, eles estariam abertos para encontrar uma maneira de colocá-lo em outro lugar no grid.

Alex Albon jogou seu chapéu no ringue também. O piloto tailandês é atualmente o piloto reserva da Red Bull e está impressionando a equipe com seu trabalho nos bastidores, mas ele anseia por um retorno ao assento de corrida. Como é improvável que haja espaço nos bastidores da Red Bull ou do AlphaTauri, ele está ansioso para explorar oportunidades em outros lugares.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo