News

Goiás: Emater apresenta proposta inovadora de produção de água para Serranópolis

A finalidade do Projeto Ser Natureza é acrescentar ao empreendimento um trabalho específico que viabilize o aumento de armazenamento de água nos lençóis freáticos, reservatórios subterrâneos responsáveis por alimentar diversos rios, lagos e até oceanos.

O engenheiro agrônomo e coordenador regional da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão rural e Pesquisa Agropecuária (Emater), José Luiz Pereira, apresentou nesta quinta-feira (12), em reunião virtual, uma proposta de produção de água para ser incorporada ao Projeto Ser Natureza, em Serranópolis, município da Região Sudoeste de Goiás. A finalidade é acrescentar ao empreendimento um trabalho específico que viabilize o aumento de armazenamento de água nos lençóis freáticos, reservatórios subterrâneos responsáveis por alimentar diversos rios, lagos e até oceanos.

O Ser Natureza, que vem sendo executado pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) desde 2016, com apoio de várias entidades, busca articular uma rede ambiental estabelecendo soluções sustentáveis para o campo. As atividades envolvem a aplicação e acompanhamento de técnicas de conservação da água, solo e vegetação em estabelecimentos rurais.

Segundo a assessora jurídica do MP-GO, Gabriella Parrode, a Prefeitura de Serranópolis, em reunião anterior, solicitou a participação da cidade no programa, momento que pareceu favorável para a apresentação da nova proposta, tornando o município o berço do projeto piloto de produção de água. Conforme levantamento da Administração Municipal, Serranópolis conta hoje com aproximadamente 40 propriedades rurais, sendo que três delas abrangem cerca de metade da área da bacia hidrográfica do Córrego do Moranga.

Durante a reunião, foram discutidas metodologias adequadas para a retenção de água nesses espaços e definidas as próximas etapas de trabalho. A princípio, será selecionado um estabelecimento agropecuário interessado em participar e que obedeça aos critérios técnicos necessários para implantação de uma Unidade Demonstrativa. No local, deverão ser empregados procedimentos não só de conservação, mas também de aumento do volume de água.

No próximo encontro da equipe, o coordenador regional da Emater irá apresentar o projeto escrito, elaborado após a realização de visitas técnicas em Serranópolis para conhecimento e avaliação de áreas, delimitação de diretrizes e definição de metodologias. Integram o grupo representantes, além da Emater e MP-GO, da Companhia de Saneamento de Goiás (Saneago), Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Secretaria Municipal de Agricultura e Pecuária.

Fonte: Emater


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo