News

RR: Moradores recebem capacitação turística

Com o foco na promoção de ações que visam o desenvolvimento do turismo, o Governo de Roraima tem fomentado diversos projetos, entre eles, a promoção do etnoturismo.

Dando seguimento a essas estratégias, a Seplan (Secretaria Estadual do Planejamento e Desenvolvimento) por meio Detur (Departamento de Turismo), finaliza nesta sexta-feira (13), mais uma etapa do Programa de Turismo em Terras Indígenas. Desta vez nas comunidades Ta’rau Paru e Ingaarumã no município de Pacaraima.

A ação faz parte do projeto de estruturação da atividade de Visitação Turística em Terras Indígenas e proporcionou a mais de 70 moradores das localidades, capacitação de 40 horas, para quem já atua ou pretende atuar como profissional da área de turismo neste segmento.

O curso gratuito também recebeu o apoio da Prefeitura de Pacaraima e CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar de Roraima) e possibilitou aos participantes, durante uma semana, a oportunidade de aprender mais sobre introdução ao turismo, conceitos de condução local de visitantes e turistas, além de noções básicas de primeiros socorros com a equipe do Corpo de Bombeiros, com vistas à elaboração do Roteiro de Visitação Turística das respectivas comunidades.

O diretor do Departamento de Turismo, Bruno Muniz de Brito, destacou que a turma é formada por moradores das comunidades que almejam ampliar os seus conhecimentos sobre a atividade de visitação em terras indígenas e que querem contribuir para o desenvolvimento deste setor do turismo na sua região.

“Além de capacitar e agregar conhecimento, o curso visa fomentar a prática sustentável e rentável do turismo de base comunitária nas comunidades indígenas”, disse.

Bruno explicou ainda que dando sequência ao trabalho de construção do Roteiro de Visitação Turística de Ta’rau Paru e Ingaarumã, haverá ainda uma nova capacitação.

“Nós teremos ainda mais uma etapa com estes moradores, desta vez com o foco na manipulação de alimentos, oficinas de etnojóias e panelas de barro, momento em que também daremos início ao plano de negócios e roteirização turística, fechando com chave de ouro a consolidação do projeto dessas duas comunidades, que futuramente irão ofertar turismo em suas terras”, ressaltou.

Turismo em Terras Indígenas

Em 2019 a comunidade indígena Raposa I, em Normandia, se tornou referência em Roraima e a primeira a abrir portas para turistas, proporcionando aos visitantes contato com recursos naturais antes restritos àquela região, além de atividades e atrativos que retratam a cultura e os costumes indígenas.

Atualmente, já são mais 25 comunidades indígenas em fase de construção dos seus planos de visitação, com o apoio do Detur.

Para o secretário do Planejamento e Desenvolvimento, Emerson Baú, o turismo explorado de forma sustentável em terras indígenas fortalece a autonomia dos povos, valoriza os atrativos ecológicos, além de ser uma alternativa econômica para as comunidades.

“Antigamente a agricultura era a única atividade que movimentava a economia na região, mas hoje a visitação turística passou a ajudar as famílias e a beneficiar toda a comunidade que aposta na iniciativa. Este é o caminho: valorizar e fortalecer a cultura indígena, ao mesmo tempo em que promovemos o turismo do nosso Estado. Essa é uma das bandeiras do governador Antonio Denarium”, completou.

Fonte: Governo de Roraima


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo