Esportes

Workshop de Desenvolvimento Esportivo chega ao fim valorizando trocas entre gestores de equipes de base

Promovido pelo COB, último módulo da ação contou com a participação de cerca de 100 profissionais, de 45 modalidades.

Focado em atividades práticas entre os gestores das categorias de base e na troca de experiências entre cerca de 100 profissionais, de 45 modalidades olímpicas, chegou ao fim nesta sexta-feira, 20 de agosto, o quarto e último módulo do I Workshop de Desenvolvimento Esportivo, promovido pela área de Desenvolvimento Esportivo do Comitê Olímpico do Brasil (COB), em parceria com o Instituto Olímpico Brasileiro e a Solidariedade Olímpica

Com o tema Gestão do Desenvolvimento Esportivo, o último módulo do Workshop priorizou a discussão entre gestores responsáveis pelo desenvolvimento de atletas jovens nas confederações. O processo de submissão de projetos destinados para área de Desenvolvimento Esportivo do COB em 2022 também foi abordado.

“Utilizamos ferramentas inovadoras para criar um ambiente de interação entre os participantes, onde todos puderam compartilhar seus principais desafios para construírem soluções para o futuro. Abordamos temas relevantes, como a equidade de gênero, os momentos de transição na carreira esportiva e compartilhamos, novamente, os principais objetivos da área. Ressaltamos e tiramos dúvidas de como o COB pode auxiliar o processo de desenvolvimento das modalidades”, disse Kenji Saito, gerente executivo de Desenvolvimento Esportivo do COB.

O módulo teve ainda uma palestra sobre Relevância do Trabalho de Formação das Novas Gerações, com Antônio Carlos Moreno, atleta olímpico e master coach do COB, e Isabel Swan, Coordenadora de Esportes Femininos do COB.

“Nós contextualizamos a história da mulher no esporte, que ainda é muito recente e tem um caminho muito grande a ser percorrido. As confederações precisam ter um olhar diferenciado nesse sentido, garantindo acesso e criando mais possibilidades de conquistas entre as mulheres”, disse Isabel Swan, medalhista de bronze na classe 470 em Pequim 2008. 

Entre os participantes do último módulo, estão seis medalhistas olímpicos: Natália Falavigna, coordenadora técnica da Confederação Brasileira de Taekwondo; Paulão, Fofão e Mônica Rodrigues, coordenadores técnicos da Confederação Brasileira de Voleibol; e representando a Confederação Brasileira de Basketball, a vice-presidente Magic Paula, e a gerente de seleções, Adriana Santos

“Quero parabenizar a Área de Desenvolvimento Esportivo do COB pela relevância dos assuntos. Achei as indagações e provocações muito apropriadas aos desafios que encontramos no dia a dia, sobretudo nesse momento em que as confederações revisitam seu planejamento, estabelecendo novos objetivos, aprimorando seus planos de trabalho para o próximo ano. O conteúdo e a riqueza de informações que tivemos vão auxiliar muito na elaboração de projetos para o ciclo Paris 2024”, disse Natália Falavigna.

O workshop é consequência do Diagnóstico de Gestão, projeto realizado anualmente pela área de Desenvolvimento Esportivo desde 2019 e que se mostrou uma ferramenta relevante para a obtenção de informações sobre o nível de evolução das modalidades olímpicas. O resultado desse estudo vem sendo utilizado para auxiliar o processo de distribuição de recursos e investimentos da área, norteando as estratégias elaboradas pelo COB e pelas confederações em prol do esporte de base e do sistema de desenvolvimento esportivo. As informações coletadas nos últimos dois anos revelam grande diversidade do panorama geral das modalidades e são úteis para o planejamento dos tópicos mencionados ao longo do evento.

Fonte: Comitê Olímpico Brasileiro


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo