Esportes

Schumacher quer “colocar sua marca” no caminho de Spa, onde seu pai estreou há 30 anos

O Grande Prêmio da Bélgica de 1991 testemunhou a estreia de Michael Schumacher na F1. E com seu filho Mick pronto para fazer sua primeira corrida como piloto de F1 em Spa 30 anos depois, Mick Schumacher disse que estava ansioso para colocar sua própria marca na pista.

Michael Schumacher surpreendeu por ocasião de sua estreia no Jordan 191 ao qualificar o carro em P7 em Spa, enquanto um ano depois, Schumacher conquistaria sua primeira vitória na pista para a Benetton, sua primeira de seis vitórias na Bélgica.

E Mick Schumacher – que guiou o Benetton B194 de seu pai em uma demonstração em Spa em 2017, antes de experimentar recentemente o Jordan 191 de Michael Schumacher para escrever seu próprio capítulo no icônico circuito belga quando correr lá com a Haas neste fim de semana.

“Pilotar a Benetton do meu pai em 2017 foi uma ótima experiência”, disse Schumacher. “Agora, cinco anos depois, estou pilotando na Fórmula 1 e isso foi 30 anos depois que meu pai fez sua estreia. É um momento muito especial para mim e minha família, muito feliz por ir lá e colocar minha marca nessa trilha especial também”.

Schumacher segue para Spa depois de uma investida ofensiva no Grande Prêmio da Hungria , que o viu batalhar duramente com nomes como Max Verstappen e George Russell – com o jovem alemão desejoso de seguir em frente em uma pista onde marcou sua primeira vitória na F3 em 2018.

“Em geral, Spa é minha pista favorita, em qualquer circunstância”, disse ele. “Foi [onde ganhei] minha primeira vitória na Fórmula 3 em 2018 e a primeira de uma boa sequência. Foi também a minha primeira pole position naquele ano. Foi muito bom começar lá, pois é uma pista tão especial para nós como uma família e para mim, então estou muito feliz por poder voltar lá e espero que possamos tirar algo da cartola, o que seria ótimo”.

“Para mim, voltar a Spa é ótimo”, acrescentou. “Estive lá no ano passado e nos anos anteriores e obviamente tivemos muitos altos e baixos lá. É definitivamente uma das faixas mais desafiadoras – é super longa, tem muita ondulação nela, é muito histórica e definitivamente um dos fins de semana mais especiais que temos no calendário, então estou realmente ansioso para voltar”

O objetivo de Schumacher para a segunda metade da temporada será evitar que a Haas termine o ano como o único time a não pontuar no grid, depois que os rivais Williams marcaram 10 pontos na rodada anterior, na Hungria.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo