News

Atletas cearenses de kickboxing treinam na Arena Castelão com foco no Campeonato Brasileiro

A competição acontece entre 4 e 7 de setembro, no Rio de Janeiro. Nos fins de semana, a seleção cearense de kickboxing treina na Arena Castelão, com foco no 30º Campeonato Brasileiro. Essa é a primeira vez que resulta uma seleção cearense para a competição.

O foco é claro: trazer o melhor resultado no 30º Campeonato Brasileiro de Kickboxing. Essa é a primeira vez que uma seleção cearense viaja para a competição, que ocorre entre os dias 4 e 7 de setembro, no Rio de Janeiro. “Os atletas estavam sem espaço para realizar os treinos, cedemos o equipamento como forma de apoiar todos os atletas nesse momento histórico com a primeira ida da seleção cearense para o Campeonato Brasileiro”, disse o secretário do Esporte e Juventude, Rogério Pinheiro.

Os atletas foram convocados a partir de uma seletiva que foi realizada no Campeonato Cearense de 2020. A delegação que irá participar da competição conta com aproximadamente 70 pessoas. E treina, atualmente, aos fins de semana, na Arena Castelão.

Para a diretora estadual da Confederação Brasileira de Kickboxing, Leonia Oliveira, a convocação de 70 atletas é um número expressivo. “Essa é uma das maiores delegações que está indo para a competição. Não tínhamos esperança. Quando começaram a chegar as convocações, ficamos sem acreditar devido ao número expressivo”, afirma. Para o atleta Serginho Júnior, a convocação da seleção cearense para a competição foi um momento emocionante. “O coração está explodindo de emoção, de alegria, uma delegação inteira indo para esse momento, cada um ajudando e corrigindo o outro. Esse momento é muito importante para nós, cearenses, que estamos indo para um Campeonato Brasileiro, realizado pela Confederação Brasileira de Kickboxing”, disse o atleta.

O treinador da seleção cearense, Ricardo Koreano, fala do apoio da Secretaria do Esporte e Juventude (Sejuv) neste momento que antecede a competição. “Recebemos o apoio da Sejuv com o espaço, tatames, blusas e apoio juntamente com outras entidades para ônibus. Nossos treinos coletivos acontecem sábado e domingo. O treino aqui na Arena Castelão está sendo muito produtivo devido à excelente estrutura para preparação física, com treinos externos e na grama sintética”, disse Koreano.

“Nosso treino inicia um ajudando o outro. O primeiro aquecimento é montar o tatame. Em seguida, treino na área externa com o preparador físico, um aquecimento e depois no tatame, um treino bem dinâmico”, frisou o treinador.

Esporte Olímpico

No mês de junho de 2021, o kickboxing foi reconhecido pelo Comitê Olímpico Internacional (COI). Os próximos passos são cumprir todos os requisitos e passar a participar de competições continentais até uma possível inclusão nos próximos dois ou três ciclos olímpicos.

“Agora, sendo esporte olímpico (o kickboxing), as Olimpíadas passam a ser um sonho. A modalidade entrou agora para o Comitê Internacional e estamos visando nossa participação. Temos atletas muito jovens, temos a Ana Clara, de 17 anos, ela tem muita chance de conquistar um título lá, temos muitos atletas competitivos”, salientou Koreano. “Quando voltarmos desse Campeonato Brasileiro com os títulos, vamos começar a organizar o nosso trabalho para essa meta. Temos que sonhar alto, não adianta sonhar só com o Brasileiro, tem que sonhar com o Mundial, com Olímpiadas, com algo a mais, não se limitar só aqui”, finalizou.

O Futuro

Ana Clara Ciriaco, de 17 anos, mora no bairro Quintino Cunha, em Fortaleza, e começou a treinar com 10 anos na capoeira. Teve que parar devido aos horários, mas logo em seguida, iniciou no kickboxing e se apaixonou. Ela é uma das atletas que se destacam na seleção. A atleta se espelha em sua mãe, que atualmente é professora da modalidade. “Minha mãe é meu maior exemplo, nas lutas, em casa, como mulher, minha maior inspiração que eu tenho na vida”, disse a atleta. “Mesmo na pandemia continuamos treinando com toda a preparação e estamos firmes e fortes para ganhar essa competição”.

A última conquista da atleta foi o Campeonato Cearense que abriu portas para entrar na seleção e agora competir no Brasileiro. “Se Deus quiser, eu quero fazer parte da Seleção Brasileira e participar da Olimpíada. A trajetória até lá tem que mudar, muita preparação, foco, determinação, não pensar em desistir. Minha família e meus professores me apoiam e eu vou lutar para conseguir ir para a Olimpíada, trazer uma medalha e ser campeã olímpica”, frisou Clara, sonhando com o esporte nos Jogos Olímpicos.

Exemplo no esporte

Maria Janielle Ciriaco tem seis anos no kickboxing. Ela é mãe de cinco filhos e duas filhas estão inseridas no esporte devido ao seu exemplo como atleta e professora. “A Ana Clara, de 17 anos, começou a me ver lutar, a minha conquista, o trabalho desenvolvido… Ela começou a ter essa vontade de treinar, ela teve três lutas, todas obteve vitórias. A mais nova na modalidade, Ana Lívia, de 13 anos, também foi do mesmo jeito, observando todo o trabalho, a correria do dia a dia, acordava e almoçava na academia, era tudo na academia. E acabou que essa rotina influenciou na sua decisão de começar a treinar kickboxing. Ana Lívia já tem luta marcada”, contou a mãe.

Campeonato Brasileiro de KickBoxing

O evento contará com uma grande exposição midiática, uma premiação jamais oferecida e cumprirá rigorosamente todas as normas de segurança sanitárias necessárias ao combate à Covid-19. Todos os campeões e vice-campeões em todas as categorias em disputa estarão oficialmente classificados para o Sul-Americano. Essa será a primeira edição após o reconhecimento do kickboxing como esporte olímpico, a principal conquista mundial do esporte.

Serviço:

Campeonato Brasileiro de Kickboxing
Data: 4 a 7 de setembro de 2021
Local: Arena Carioca 1 (Avenida Abelardo Bueno, 3401 – Barra da Tijuca – Rio de Janeiro – RJ)

Fonte: Governo do Ceará


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo