News

Retrocesso em Santa Catarina: Plenário rejeita projeto que proibia corrida de cães

Compartilhar

Por maioria de votos, a Assembleia Legislativa de Santa Catarina rejeitou, na sessão desta quarta-feira (25), o Projeto de Lei (PL) 70/2021, de autoria do deputado Marcius Machado (PL), que proibia a realização de corrida de cães no estado. Com a decisão, a proposta será arquivada.

A matéria alterava a Lei nº 12.854/2003 (Código Estadual de Proteção de Animais) para proibir a realização das corridas de quaisquer raças de cães. Na justificativa da proposta, o autor argumentou que as competições causam danos físicos e psíquicos aos animais envolvidos. Em alguns casos, conforme o deputado, os cães recebem substâncias para melhorar o desempenho. A prática, de acordo com Marcius, já foi proibida em outros estados, como Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

O PL foi rejeitado por 17 votos a três, além de três abstenções. O placar da votação pode ser consultado no Portal da Transparência da Alesc.

Parlamentares contrários à matéria demonstraram preocupação com as consequências da aprovação. “É um projeto que deixa muitos pontos em aberto”, considerou Bruno Souza (Novo). “Pode prejudicar atividades praticadas por clubes, que são insuspeitos, gostam dos animais, não estão ali para maltratar. Essa lei não irá aumentar a proteção dos cães e poderá trazer empecilhos.”

Jessé Lopes (PSL) criticou que o chamou de “pautas dos ‘ecochatos’”. “O que é que tem os cachorros correrem? Eles até se divertem”, disse. “A tendência é daqui a pouco não poder comer mais churrasco.”

Rodrigo Minotto (PDT) considerou que a corrida de cães não se configura como maltrato. “Daqui a pouco vai proibir corrida de cavalo”, afirmou. “Acho que isso [a proibição] é até prejudicial, não contribui para a qualidade de vida do animal”, afirmou.

O deputado Silvio Dreveck (PP), que se absteve, afirmou que não compreendeu o teor do projeto e pediu esclarecimentos ao autor, que não estava presente na hora da votação. “Parece que em Santa Catarina não temos essa prática [da corrida de cães]”, disse.

Vergonha deputados e deputadas catarinenses!


Isso é um absurdo! Um retrocesso para a causa animal!
Somente 4 votos foram favoráveis à proibição:

ESTES SÃO OS DEPUTADOS QUE VOTARAM CONTRA A CORRIDA DE CÃES:


@joaoamin

João AminPPjoaoamin@alesc.sc.gov.br109(48) 3221-2745


@kennedynunes.sc

Kennedy NunesPTBdeputado@knunes.com.br116(48) 3221-2653


@neodi_saretta

Neodi SarettaPTgabinetesaretta@alesc.sc.gov.br033(48) 3221-2665


@pepedrobaldissera

Padre Pedro BaldisseraPTpadrepedro@alesc.sc.gov.br113(48) 3221-2726

Deputados de SC que votaram
A FAVOR DA REALIZAÇÃO DE CORRIDAS DE GALGOS:

@adafaracodeluca

Ada De LucaMDBadadeluca@alesc.sc.gov.br106(48) 3221-2689


@anacampagnolo

Ana CampagnoloPSLana@alesc.sc.gov.br008(48) 3221-2686


@brunosouza.sc

Bruno SouzaNOVOcontato@brunosouza.sc009(48) 3221-2807


@fernando.krelling

Fernando KrellingMDBfernandokrelling@alesc.sc.gov.br206(48) 3221-2650


@deputadoismael

Ismael dos SantosPSDismael@alesc.sc.gov.br104(48) 3221-2577


@deputadojerry

Jerry ComperMDBdeputadojerry@gmail.com205(48) 3221-2683


@juliogarciasc

Julio GarciaPSDjuliogarcia@alesc.sc.gov.br107(48) 3221-2667


@deputadoberlanda

Nilso BerlandaPLdeputadoberlanda@alesc.sc.gov.br101(48) 3221-2645


@dep.romildotiton

Romildo TitonMDBtiton@alesc.sc.gov.br103(48) 3221-2723


@valdircobalchini

Valdir CobalchiniMDBcobalchini@alesc.sc.gov.br010(48) 3221-2953

Chamou a atenção a defesa, na tribuna da @assembleiasc , das corridas de galgos pelos deputados @deputadojesselopes , que ainda disse que achava divertido as rinhas de galo, e pelo deputado @brunosouza.sc

Enquanto o mundo se volta contra competições como as corridas de cães, e com cavalos, os deputados e deputadas de Santa Catarina vão na contramão dos avanços contra a crueldade com os animais.

Isso é além de um absurdo, um crime. Até em Hallandale e Miami, na Florida, onde tem Estádios com arquibancadas, as corridas foram proibidas e provavelmente os estádios serão demolidos, para algo mais útil. Isso tem que acabar e ser proibido, em todo o Brasil.

Créditos: @resgatofloripa

Fonte: http://agenciaal.alesc.sc.gov.br

Ver também:

Conheça como funciona o trabalho de uma OSCIP que resgata animais em situação de risco e abandono.

Como estabelecer metas de estudos.

 A educação de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar.


O ensino de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar. Educação de Ensino em Casa, Jardins de Infância e Escolas, com cursos educacionais pré-escolar, ensino básico, fundamental e médio!

Gratuitamente, clique e comece já!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Joice Maria Ferreira

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre as atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo