News

Gestores do Amapá, Piauí e Sergipe debatem Parceria pela Alfabetização em Regime de Colaboração

Parceria pela Alfabetização em Regime de Colaboração beneficia municípios do Piauí.

Com o tema “A liderança do(a) Secretário de Educação do Estado na implementação da política de alfabetização em regime de colaboração com os municípios”, gestores do Amapá, Piauí e Sergipe participaram, nesta quarta-feira (25), de um encontro virtual promovido pela Parceria pela Alfabetização em Regime de Colaboração (PARC), Associação Bem Comum, Instituto Natura e Fundação Lemann. O Secretário de Estado da Educação do Piauí, Ellen Gera, e outros profissionais da educação do Estado participaram do momento.

O primeiro palestrante a falar foi o deputado federal do Ceará e relator do Sistema Nacional de Educação, Idilvan Alencar.  O ex-secretário de Educação cearense falou dos efeitos invisíveis da pandemia na educação, um efeito trágico na área.

“Só 25% de quem mora no interior do Nordeste têm conexão com a internet, o que contribuiu ainda mais com a tragédia da educação durante a pandemia, quando nossos estudantes aprenderam muito pouco e estão chegando ao quarto ano sem saber ler e nem escrever. Temos que desenvolver um plano de guerra para a Educação. Todo o Brasil tem que se unir nesse processo”, pontuou o deputado.

O palestrante também falou dos sistemas de avaliação externa e da necessidade delas agirem simultaneamente para não ficarem apenas como levantamento de dados. “Temos que ser os mais fiéis possíveis no quesito avaliação da rede. A avaliação tem que dar os resultados logo, em tempo real, para influir na formação de professores e no apoio do aluno naquele momento. Para isso, a construção coletiva de um projeto é primordial para seu sucesso. As redes também têm que agir integradas, pois a educação é um sistema e temos que olhar para os alunos”, completou Idilvan Alencar. Em seguida, os participantes do encontro foram divididos em quatro salas para elaborar perguntas ao deputado.

O segundo palestrante, Márcio Brito, Secretário Executivo de Cooperação com os Municípios (Seduc Ceará), falou sobre a alfabetização das crianças na idade certa. “O pacto alfabetização das crianças na idade certa não pode ser apenas político e formal, todos têm que estar sensibilizados dentro desse processo. A avaliação é uma das ferramentas para o conhecimento da realidade”, destacou o secretário.

Márcio Brito falou ainda dos argumentos para ganhar a confiança dos municípios e da sociedade cearense no apoio às ações de melhoria da educação: o argumento social, político e o argumento financeiro na relação com os municípios.

O secretário de Educação do Piauí observou que esse é um momento importante quando se sai de uma reclusão maior pela pandemia, em um movimento de retomada ao chão da escola. De acordo com o gestor, a rede estadual do Piauí já tem 80% das escolas no momento híbrido.

“Estamos iniciando essa parceria do PARC e queremos apoiar os municípios no processo de alfabetização já nesse segundo semestre. Quase todos os municípios estão com adesão feita, demonstrando a boa aceitação, fruto de um trabalho transparente e em parceria com as secretarias municipais”, finalizou Ellen Gera.

Fonte: Governo do Piauí


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo