Esportes

Power pode desempenhar um papel importante na briga pelo título

O campeonato NTT IndyCar Series deste ano passa por um dos cinco primeiros pilotos na classificação de pontos atual. Ou pode passar por Will Power da Equipe Penske.

Agora, não entenda mal. Power segue para as últimas três corridas da temporada em nono lugar, 120 pontos atrás do primeiro lugar. Salvo circunstâncias extremas, o piloto da 12ª equipe da Verizon 5G, Penske Chevrolet, não ganhará o título pela segunda vez este ano. Mas, ah, ele pode ter um impacto significativo no desenrolar do ano.

Power terminou em terceiro no Bommarito Automotive Group 500 do fim de semana passado, no World Wide Technology Raceway, e ele disse que “definitivamente não tinha carro para lutar pela vitória”. Imagine o que acontece quando ele tem um carro forte, o que acontece muito com o australiano nesta época do ano.

O calendário da INDYCAR varia de ano para ano, mas considere o seguinte: De meados de agosto até o final de uma determinada temporada, ocorreram 48 corridas desde que Power se juntou à Equipe Penske em tempo integral em 2010. Ele venceu 15 dessas corridas (31,3 por cento) com 25 pódios (52 por cento) e 18 poles (37,5 por cento).

Power também conhece os três circuitos restantes na programação deste ano. Ele venceu a corrida mais recente realizada em Portland International Raceway, em 2019, e terminou em segundo na WeatherTech Raceway Laguna Seca naquela temporada e foi o segundo na corrida de rua de Long Beach em 2018. (Nenhum desses locais sediou corridas INDYCAR no ano passado devido ao Pandemia do covid-19.)

Power venceu a corrida de Long Beach em 2012 e tem quatro pódios na carreira com três poles. Ele também conquistou uma pole em Portland em 2018.

Lembre-se de que nenhum piloto desde Dan Wheldon em 2005 conquistou o campeonato antes da corrida final da temporada, e há apenas 10 pontos separando o líder (Pato O’Ward) do segundo colocado (Alex Palou). Cada ponto vai importar.

Agora, imagine qualquer um dos cinco primeiros também tendo que batalhar com o Power para vencer uma corrida ou, no mínimo, Power levando um os cinco primeiros lugares de um dos candidatos ao título.

“Nunca vi alguém encerrar isso em todos os meus 15 anos na INDYCAR”, disse Power. “Ninguém terminou antes da última corrida. Isso nunca aconteceu. Parece o mesmo aqui”.

Os testes terminaram para o resto desta temporada e os fins de semana de corrida têm uma quantidade limitada de tempo de pista. Assim, haverá um prêmio na experiência, o que o Power certamente tem.

Power também tem o poder da Equipe Penske, que venceu três das últimas quatro corridas depois de começar a temporada sem vitórias nas nove primeiras. Power venceu o Grande Prêmio de Spiked Coolers da Big Machine no circuito de estrada Indianapolis Motor Speedway em 14 de agosto, e o companheiro de equipe Josef Newgarden venceu duas vezes (a Honda Indy 200 no Mid-Ohio Sports Car Course e a corrida do último fim de semana na WWTR).

O prêmio NTT P1 que Power conquistou no fim de semana passado foi apenas sua primeira pole da temporada – a 63ª de sua carreira – mas ele e seus companheiros tiveram carros rápidos em vários eventos no início da temporada, quando os resultados não estavam chegando. Caso em questão: Poder liderar a Corrida 1 do Chevrolet Detroit Grand Prix até que seu carro não acelerasse após o final do período de bandeira vermelha.

Agora, a equipe está de volta às vitórias, exatamente na época do ano em que o Power está tão quente quanto o clima atual.

“Quando você olha para o ritmo de Newgarden o ano todo, realmente não é falta de desempenho”, disse Power, que poderia facilmente ter inserido seu nome na frase. “É apenas uma falta de circunstância justa”.

“Sim, quero dizer, espero que sejamos competitivos nas próximas três corridas”.

Fonte: NTT IndyCar


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo