Esportes

Brasil terá 62 atletas no Sul Americano de Atletismo Sub-18

A seleção contará com 33 no masculino e 29 no feminino; A competição será disputada nos dias 25 e 26 de setembro, na cidade de Encarnación, no Paraguai.

A Confederação Brasileira de Atletismo anunciou nesta quinta-feira,9, a convocação dos atletas que representarão o país no Campeonato Sul-Americano Sub-18 de Atletismo, que será disputado nos dias 25 e 26 de setembro, em Encarnación, no Paraguai. A equipe é formada por 62 atletas – 33 no masculino e 29 no feminino -, com base no ranking nacional da categoria no período de 1 de outubro de 2020 a 29 de agosto de 2021. Veja a lista completa no site da CBAt.

Letícia Quingostas, do Centro Olímpico-SP, que ganhou três medalhas de ouro (400 m, 400 m com barreiras e 4×400 m misto), e Matheus Aparecido de Barros (ASEMPAR/Paravanaí-PR), ouro no salto em distância e bronze no lançamento do disco, no Campeonato Brasileiro Loterias Caixa Sub-18 de Atletismo, realizado de 27 a 29 de agosto, em São Paulo, estão entre os convocados. Eles foram eleitos os destaques feminino e masculino da competição.

Os atletas convocados representam 12 Estados e o Distrito Federal. São Paulo, com 16, tem o maior número de chamados, seguido do Paraná, com 14, e de Santa Catarina, com 13 atletas.

“Esta convocação é muito importante porque a categoria sub-18 marca a entrada dos atletas em competições internacionais regidas pelos regulamentos da World Athletic”, lembrou o presidente Wlamir Motta Campos. “Assim como ocorreu no Sul-Americano Adulto e no Sub-20, a delegação irá num voo fretado para o Paraguai como estratégia para evitar qualquer tipo de contaminação pelo novo coronavírus. Todos os integrantes da equipe farão exame PCR antes da viagem e o avião terá apenas piloto, co-piloto e comissários que não são da seleção.”

Por ser uma categoria de entrada, formada por menores de idade, a CBAt vai chamar, segundo Wlamir, um número maior de treinadores. “Graças ao fretamento do voo, teremos a possibilidade de levar mais pessoas, sempre com a preocupação de igualdade de gêneros tanto na convocação da comissão técnica, bem como da equipe interdisciplinar, sempre que possível”, observou. “O vice-presidente da CBAt, Edson Luciano Ribeiro, seguirá com a delegação para Encarnación.”

Na última edição da competição, realizada em 2018, em Cuenca, no Equador, o Brasil confirmou a condição de favorito e conquistou o título, com 30 medalhas nos dois dias da competição: 14 de ouro, 11 de prata e 5 de bronze. No total, o Brasil fez 319 pontos. O Equador conquistou 25 medalhas (10 de ouro, 6 de prata e 9 de bronze) e 268 pontos. A Colômbia foi a terceira, também com 25 medalhas (9 de ouro, 8 de prata e 8 de bronze) e 214 pontos.

Fonte: CBAt


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo