Esportes

Sainz diz que a Ferrari “nunca teve ritmo” para lutar pela vitória em casa em Monza

Em um dia em que a McLaren, rival da Ferrari no P3 no campeonato de construtores – fez uma dobradinha impressionante em Monza, Carlos Sainz disse que “fraquezas” no carro SF21 impediram a Scuderia de montar sua própria tentativa de vencer em casa.

Sainz – que subiu ao pódio no GP da Itália no ano passado com a McLaren – terminou em sexto no F1 Sprint e, portanto, largou em sexto no domingo, mas não conseguiu avançar, mesmo depois de Lewis Hamilton e Max Verstappen caírem e terminar em P6.

“Estivemos sempre lá, muito perto da oportunidade, mas nunca tivemos o ritmo e as ferramentas para ser honesto, para entrar na luta”, começou Sainz. “Temos alguns pontos fracos com o carro que sabemos, com este circuito, são muito grandes”.

“E sempre que estávamos em uma luta, era muito difícil manter os outros atrás ou atacá-los. É uma pena, porque você sempre vê um pódio lá bem perto de você – mas nunca tive a chance de lutar por ele”.

Enquanto o companheiro de equipe Charles Leclerc estava exultante com o que ele chamou de uma de suas “cinco melhores performances na Fórmula 1”, o Monegasco também disse que a Ferrari estava “vulnerável” em Monza. Sainz esclareceu isso quando lhe perguntaram se ele encontrou alguma confiança com a Ferrari SF21 no fim de semana.

Ele respondeu: “Na verdade, não. O único ponto em que eu estava mais ou menos confiante foi na qualificação, onde a alta aderência traseira do pneu macio estava me ajudando a entender o carro um pouco melhor, mas infelizmente, em corridas, eu estava escorregando muito; a traseira nunca atingiu a velocidade máxima; e no final eu estava lutando com deg”.

“Sim, muito complicado para ser honesto, foi um fim de semana difícil para mim e agora preciso analisar o que posso fazer melhor e ver se podemos melhorar para a próxima corrida,” acrescentou Sainz.

Sainz ainda tem motivos para sorrir, com P6 na Itália estendendo sua série de pontos para sete corridas consecutivas, enquanto ele marcou em todas as rodadas, exceto Portugal e França, e trouxe sua Ferrari para casa intacta em todos os Grandes Prêmios nesta temporada até agora. A Rússia é a próxima parada nesta temporada de montanha-russa.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo