Tecnologia

Pesquisa busca variedades de cana-de-açúcar resistentes a doenças

Desenvolvido por pesquisadores de São Paulo, estudo foi publicado na Revista Scientific Reports.

O maior produtor mundial de cana-de-açúcar, o Brasil ainda procura na ciência soluções para deter doenças como o amarelinho, o mosaico e a ferrugem marrom, que afetam as lavouras e reduzem a produtividade do setor. Com este foco, pesquisadores do Centro de Biologia Molecular e Engenharia Genética da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Ricardo José Gonzaga Pimenta e Alexandre Hild Aono, bolsistas da CAPES, publicaram artigo no periódico Scientific Reports. 

O trabalho trata de uma ampla pesquisa genética em variedades de cana-de-açúcar plantadas no Brasil e sua resistência ao amarelinho, uma doença viral que enfraquece a planta e reduz sua capacidade de produzir açúcar.O estudo foi feito em parceria com pesquisadores do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), do Instituto Biológico e da Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquista Filho (Unesp). Nele os cientistas analisaram 97 variedades de cana-de-açúcar, a partir de testes de RT-qPCR, para avaliar quais dela seriam mais ou menos resistentes à doença.

Iniciada em 2015, a pesquisa identificou três variedades: aquelas que acumulam o vírus e sofrem com a doença de modo severo, as não sofrem tanto, mas acumulam muito vírus e acabam servindo como reservatórios da doença, e aquelas que são totalmente resistentes ao vírus. “Nossa pesquisa atuou em várias fases do ciclo de vida da cana, desde o plantio até a colheita. Conseguimos sequenciar o DNA e quantificar o número de vírus em cada planta. Com isso, conseguimos vislumbrar quais caminhos poderão ajudar no melhoramento da cana-de-açúcar no Brasil”, explica Ricardo José Pimenta, autor principal do artigo.

O pesquisador explica que essa pesquisa genética é muito valiosa porque “a partir do momento em que conhecemos o DNA de cada planta, não será mais preciso serem feitos testes recorrentes em campo para se conhecer a resistência de cada uma ao vírus”.   A equipe trabalha para melhorar geneticamente a cana-de-açúcar, “buscando o aumento das safras no Brasil”, conclui. 

O link do artigo “Genome-wide approaches for the identification of markers and genes associated with sugarcane yellow leaf virus resistance” pode ser encontrado emhttps://www.nature.com/articles/s41598-021-95116-1 .

Fonte: Capes


Ver também:

Conheça como funciona o trabalho de uma OSCIP que resgata animais em situação de risco e abandono.

Como estabelecer metas de estudos.

 A educação de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar.


O ensino de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar. Educação de Ensino em Casa, Jardins de Infância e Escolas, com cursos educacionais pré-escolar, ensino básico, fundamental e médio!

Gratuitamente, clique e comece já!

Print Friendly, PDF & Email

Joice Maria Ferreira

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre as atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo