Tecnologia

Fungos da Caatinga: potencial para medicamentos naturais

Pesquisa da Universidade Federal do Rio Grande do Norte extrai quitosana dos fungos do solo, elemento que age contra radicais livres.

Para simplificar, agilizar e baratear o processo de extração da quitosana, um produto natural que ajuda a combater os radicais livres no organismo humano, Weslley de Souza Paiva pesquisa no Departamento de Bioquímica da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) os fungos existentes no solo da Caatinga brasileira. A pesquisa, financiada pela bolsa CAPES Demanda Social, inova o processo de produção e reduz o impacto no meio ambiente.

A quitosana, um carboidrato natural disponível na natureza, é retirada da carapaça de crustáceos, como os camarões. A pesquisa pretende transformar esse processo ao obter uma ‘quitosana fúngica’, retirada de fungos encontrados no solo, com potencial de uso como medicamento natural do ser humano. Desse modo, o elemento poderá ser usado para deter o processo de oxidação das células. Como consequência, várias doenças como diabetes, mal de Parkinson, urolitíase (pedras nos rins), entre outras, poderiam ser evitadas.

“Já existem pesquisas que mostram que muitas doenças são causadas pelo estresse oxidativo, e que a quitosana, ao ser um potente agente antioxidante, pode ser usada na área da saúde para prevenir ou tratar inúmeras doenças”, explica Paiva. “Quando associamos a quitosana com ácido gálico descobrimos, inclusive, que a nova molécula potencializa em cerca de 50% a ação antioxidante. Esse é um diferencial extremamente importante em nossa pesquisa”.

Além destes aspectos, a nova estratégia elimina o processo de purificação da quitosana que é caro e agressivo ao meio ambiente. “É comprovado que o método tradicional, ao ser realizado de forma ineficiente, pode transportar algumas proteínas de superfície da carapaça do camarão causando alergias em algumas pessoas. Ao extrair dos fungos, isto não acontece mais”, revela Weslley.


A partir desta pesquisa, Weslley Paiva acredita que a quitosana fúngica pode ser adotada integralmente por vários ramos industriais. “A quitosana fúngica é uma molécula fantástica, não só por ter uma superioridade em termos diversidade de fungos no Brasil, mas também por multiplicar o valor dos produtos derivados e por ser uma substância que respeita o meio ambiente”, conclui.

Programa de Demanda Social
Programa de Demanda Social da CAPES apoia alunos de programas de pós-graduação stricto sensu, oferecidos por instituições de ensino superior (IES) públicas, por meio da concessão de bolsas de estudo nos níveis de mestrado e doutorado.

Fonte: Capes


Ver também:

Conheça como funciona o trabalho de uma OSCIP que resgata animais em situação de risco e abandono.

Como estabelecer metas de estudos.

 A educação de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar.


O ensino de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar. Educação de Ensino em Casa, Jardins de Infância e Escolas, com cursos educacionais pré-escolar, ensino básico, fundamental e médio!

Gratuitamente, clique e comece já!

Print Friendly, PDF & Email

Joice Maria Ferreira

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre as atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo