News

‘Lições que aprendemos com a Guerra do Yom Kippur.’

O presidente Isaac Herzog participa do memorial da Guerra do Yom Kippur no Monte Herzl, marcando 48 anos desde a guerra.

Hoje, domingo, o presidente Isaac Herzog e a primeira-dama Michal Herzog participaram da cerimônia oficial em memória no Monte Herzl, em Jerusalém, marcando 48 anos desde a Guerra do Yom Kippur.

O Presidente Herzog disse: “Muitos dos desafios que a Guerra do Yom Kippur nos impôs ainda estão entre nós e devem servir como uma luz de advertência para nós”.

“Devemos fazer de tudo para que uma surpresa como a Guerra do Yom Kippur nunca se repita. Não devemos nos acomodar em falsas concepções: devemos estar sempre prontos para a guerra e não perder nenhuma oportunidade de paz. Não devemos menosprezar nossos inimigos ou escorregar em falsas ilusões. Devemos sempre fazer perguntas. Devemos estar sempre prontos para qualquer eventualidade. Com uma mão no gatilho e a outra segurando um ramo de oliveira, estendido em paz.

“Na verdade, nosso poder defensivo não está em questão. Mesmo agora, o guardião de Israel não cochila nem dorme (Salmo 121: 4). Nossas forças de segurança, o IDF, a polícia, nossas agências de inteligência não estão em silêncio e estão constantemente trabalhando para proteger os cidadãos de Israel. Nesta oportunidade, quero agradecer a todas as nossas forças pela ousadia, determinação e criatividade na captura dos terroristas ontem à noite [que fugiram da Prisão Gilboa]. Essa força defensiva se baseia, entre outras coisas, em nosso contato valente e estreito com nossos vizinhos, principalmente Egito e Jordânia, e agora também outros países do Marrocos ao Golfo, após os Acordos de Abraão. Essa mudança diplomática e regional e essas alianças importantes são, sem dúvida, parte de nossa resposta e das lições que aprendemos com a Guerra do Yom Kippur. ”

“Na verdade, nosso poder defensivo não está em questão. Mesmo agora, o guardião de Israel não cochila nem dorme (Salmo 121: 4). Nossas forças de segurança, o IDF, a polícia, nossas agências de inteligência não estão em silêncio e estão constantemente trabalhando para proteger os cidadãos de Israel. Nesta oportunidade, quero agradecer a todas as nossas forças pela ousadia, determinação e criatividade na captura dos terroristas ontem à noite [que fugiram da Prisão Gilboa]. Essa força defensiva se baseia, entre outras coisas, em nosso contato valente e estreito com nossos vizinhos, principalmente Egito e Jordânia, e agora também outros países do Marrocos ao Golfo, após os Acordos de Abraão. Essa mudança diplomática e regional e essas alianças importantes são, sem dúvida, parte de nossa resposta e das lições que aprendemos com a Guerra do Yom Kippur. ”

Fonte: https://www.israelnationalnews.com/News/News.aspx/313715

Ver também:

Conheça como funciona o trabalho de uma OSCIP que resgata animais em situação de risco e abandono.

Como estabelecer metas de estudos.

 A educação de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar.


O ensino de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar. Educação de Ensino em Casa, Jardins de Infância e Escolas, com cursos educacionais pré-escolar, ensino básico, fundamental e médio!

Gratuitamente, clique e comece já!

Print Friendly, PDF & Email

Joice Maria Ferreira

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre as atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo