News

Banco de sangue do Acre necessita diariamente de novas doações

Doar sangue é o mais importante ato de amor e cidadania, e a Direção do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Acre (Hemoacre) chama atenção para o fato de que o órgão está sempre carente novos doadores, pois a demanda de atendimento com bolsas para salvar vidas é superior à captação.

As maiores demandas supridas diariamente pelo Hemocentro são para crianças em tratamento oncológico, urgências, cirurgias eletivas e uma infinidade de circunstâncias imprevisíveis.i

Segundo a Direção do órgão, esses imprevistos em demandas ocasionam recorrentes baixas no estoque.

“É comum estarmos bem supridos pela vinda de um número considerável de doadores fixos, esporádicos ou trazidos por campanhas de igrejas, outros segmentos e, de repente, surgem emergências que baixam de imediato esse estoque”, esclareceu a diretora de Captação, Quésia Nogueira, acrescentando que o estoque de sangue jamais pode ser considerado suficiente, sempre carece de mais, pois o ideal é estar em alta para que nunca falte para salvar vidas.

Maiores demandas supridas diariamente pelo Hemocentro são para crianças em tratamento oncológico, urgências, cirurgias eletivas e uma infinidade de circunstâncias imprevisíveis Foto: Marcos Vicentti/Secom.

O aplicativo Sangue Amigo e o número 3248-1380 são disponibilizados pelo Hemoacre para o agendamento de doação de sangue e informações gerais. Assim como o WhatsApp pelo número 99258-5551.

Exemplo vindo de casa

Segundo a secretária Paula Mariano, salvar vidas é um objetivo diário do hemocentro Foto: Neto Lucena/Secom

Sensível à problemática que representa as constantes baixas no banco de sangue e dando exemplo para estimular o ato junto a novos doadores, a secretária de Estado de Saúde, Paula Mariano, que já é doadora, compareceu esta semana ao Hemoacre para fazer sua doação, junto com a coordenadora do Programa Nacional de Imunização (PNI), Renata Quiles, que também é doadora e realizou doação.

Coordenadora do Programa Nacional de Imunização (PNI), Renata Quiles, que também é doadora, realizou doação esta semana Foto: Neto Lucena/Secom

“Precisamos chamar atenção, conscientizar sobre a necessidade de termos cada vez mais doadores, pois as necessidades são constantes e inesperadas. Salvar vidas é um objetivo diário do hemocentro”, reforçou a secretária de Saúde.

F


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo