Esportes

Em primeiro mata-mata de Mundial, Pito brilha e contribui para a classificação da Seleção Brasileira

Com gol e assistência, pivô decidiu em quadra e ajudou o Brasil a avançar às quartas de final da Copa do Mundo FIFA de Futsal.

O que esperar de um camisa 10? Gols? Assistências? Atuação decisiva? Então, dá a bola no pé do Pito que ele resolve. Vestindo a mística camisa 10 da Amarelinha em sua primeira Copa do Mundo FIFA de Futsal, o pivô fez de tudo um pouco, nesta quinta-feira (23), na vitória da Seleção Brasileira por 4 a 2 diante do Japão, pelas oitavas de final do torneio.

O craque da Canarinho chamou o jogo, brilhou em quadra e teve o desempenho coroado com um golaço. Restando dois minutos para o fim da partida, o camisa 10 recebeu ótimo passe de Marlon, dominou bonito e limpou a marcação para estufar as redes da Arena de Kaunas. 

“É muito difícil, tem muita coisa em jogo. Na última Copa, o Brasil caiu nessa fase então tinha mais essa pressão. Foi um jogo muito complicado. Mas hoje as coisas fluíram ali dentro. Eu tinha que aproveitar e consegui fazer um gol”, comentou o jogador, que seguiu com a análise do confronto:

“No vídeo que nós estudamos eles, nós comentamos bastante essa marcação pressão, que eles fizeram também na Espanha, e a gente começou muito parado, aí favoreceu a defesa deles. Depois que tomamos o gol, demos uma despertada e começou a fluir mais, saímos um pouco da dificuldade, mas o importante é a vitória no final. E agora é pensar no Marrocos.” 

Brasil x Japão pelas oitavas de final da Copa do Mundo de Futsal da LituâniaBrasil x Japão pelas oitavas de final da Copa do Mundo de Futsal da Lituânia
Créditos: Thais Magalhães/CBF

Mas não foi só no ataque que Pito deu sua contribuição. Durante o goleiro-linha adversário, o pivô seguiu em quadra e, assim como no último jogo da primeira fase, fez o bote preciso, para recuperar a posse de bola. Só que dessa vez, ao invés do gol, optou pela assistência, que terminou na finalização certeira de Gadeia. Passado o primeiro desafio do mata-mata, o camisa 10 acredita numa evolução crescente da equipe. 

“No começo é muita tensão, nunca tinha jogado um Mundial, vivi outros mata-matas, só que a Copa do Mundo tem um peso a mais. Mas acho que estamos sabendo lidar com isso. E cada partida vai ser melhor. Espero fazer um bom jogo também contra o Marrocos para a gente sair com a vitória e buscar essa semifinal e final”, encerrou. 

Seguindo na caminhada rumo ao hexa, a Seleção Brasileira volta a quadra no próximo domingo (26), às 10h (de Brasília), para encarar o Marrocos, pelas quartas de final da Copa do Mundo FIFA. 

Fonte: CBF


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo