Esportes

“Foi 100% minha culpa”, diz Hamilton

Um choque contra a parede na entrada do box do Autódromo de Sochi acabou contribuindo para que Lewis Hamilton não conseguisse lutar pela pole position para o Grande Prêmio da Rússia, deixando-o em P4 no grid enquanto Lando Norris da McLaren surpreendeu com o P1.

Hamilton ditou o ritmo tanto no primeiro como no segundo qualify, com a qualificação em andamento após o cancelamento do Treino Livre 3 devido à forte chuva.

Mas quando a pista começou a secar no Q3, tudo começou a se complicar para Hamilton. Depois de ter conseguido a pole provisória com pneus intermediários, o heptacampeão colidiu com a parede dos boxes ao mudar para os slicks – forçando a Mercedes a trocar de asa dianteira.

Hamilton então girou em sua primeira e única volta voadora final – com a maioria dos outros pilotos capazes de correr duas voltas consecutivas nos softs – e assim não conseguiu melhorar seu tempo intermediário, terminando em P4, e atrás do surpreendente top três de Norris, Carlos Sainz da Ferrari e George Russell da Williams.

“Foi 100% minha culpa, então eu realmente sinto muito para a equipe”, disse Hamilton sobre seu acidente nos boxes. “Estava no limite do tempo para entrar [para slicks], então eu estava realmente tentando me apressar para entrar e sair o mais rápido possível”.

1342438322
Foi um final decepcionante para a qualificação para Hamilton

“No final das contas, estou realmente desapontado comigo mesmo, porque até então, eu estava limpo, a cada volta, boom boom, sem problemas”, acrescentou Hamilton. “Uma bobagem, mas você vive e aprende. Não há nada que eu possa fazer sobre o passado agora, só espero que o carro possa ser consertado para amanhã e vou dar tudo o que tenho”.

Questionado se a queda acabou custando-lhe uma chance pela pole com os pneus macios, Hamilton respondeu: “É difícil dizer. Uma volta não foi suficiente, você precisava ser capaz de fazer mais”.

O companheiro de equipe de Hamilton, Valtteri Bottas, agravou então a miséria da Mercedes, terminando P7 depois de também não ter conseguido melhorar com os pneus de seco, naquela que foi a sua primeira falha na qualificação entre os quatro primeiros em Sochi – e com Bottas a liderar as duas sessões de treinos na sexta-feira.

“Definitivamente”, respondeu Bottas, quando questionado se o resultado foi inesperado. “Estava indo muito bem. Q1, Q2 parecíamos estar fortes nas condições inter. Mas no final, quando começou a secar, nós entramos. Obviamente tínhamos esperança de fazer duas voltas, mas só conseguimos uma. Não consegui fazer os pneus funcionarem em uma volta e acho que todos os carros à nossa frente, eles deram duas voltas e esse era o problema”.

Com Hamilton P4 e Bottas P7 no grid, a única graça salvadora para a Mercedes foi que o rival de Hamilton, Max Verstappen, começará o Grande Prêmio da Rússia do fundo do grid após uma troca de motor – com Sergio Perez apenas levando P9 no segundo Red Bull.

E Hamilton prometeu lutar pela vitória no domingo, dizendo: “Passar esta noite e conseguir o carro inteiro é o primeiro passo, e então começar e lutar para tentar seguir em frente amanhã será o próximo”.

Bottas, entretanto, também estava esperançoso de lutar pela vitória em uma pista de Sochi, onde conquistou sua primeira vitória em 2017, com o finlandês se mantendo otimista ao dizer à mídia: “Não é ótimo, mas também não acabou ainda. Temos um bom carro e tive um ritmo forte durante todo o fim de semana, então pelo menos agora não estou começando… da parte de trás como se estivéssemos em Monza. Então, espero que seja melhor”.

A Mercedes atualmente tem uma vantagem de 18 pontos na classificação de construtores sobre a Red Bull – com Verstappen cinco pontos à frente de Hamilton nos pilotos.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo