Esportes

No Mundial de canoagem, Pepê quebra remo mas garante o 5º lugar K1 Extremo

O atleta olímpico competiu no Mundial de Canoagem Slalom na Eslováquia; Ana Sátila competiu no C1 extremo e não alcançou a final.

Os atletas que represetaram o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio, Pepê Gonçalves e Ana Sátila encerraram neste domingo, 26, a participação no Mundial de canoagem slalom em Bratislava, na Eslováquia. Ana competiu no C1 e no slalom extremo e Pepê do K1 extremo. Os canoístas não alcançaram a final. A modalidade slalom extremo estreará nos Jogos de Paris 2024 e é disputada em baterias. Os atletas cumprem percursos, como o rolamento (virar o caiaque de cabeça para baixo) e passar o portão vermelho contra a correnteza, assim como no K1 e no C1.

Pepê passou em segundo pelas oitavas e pelas quartas, quando chegou a ter dificuldades no começo mas se recuperou durante a prova. Na semi, o brasileiro teve seu remo quebrado logo no primeiro portão, ficando com apenas uma pá. Mesmo assim, ele chegou a ficar na liderança. O ouro ficou com o britânico Joseph Clarke, a prata com o neozelandês Finn Butcher e o bronze foi para o austríaco Marito Leitner.

No extremo, Ana venceu a sua bateria nas oitavas, mas nas quartas teve problemas na largada e cometeu uma infração no último portão, terminando a bateria na terceira colocação. Em 2017 ela foi prata e no ano seguinte, no Rio de Janeiro, ela foi campeã mundial. Atualmente, ela é líder do ranking da modalidade. 

Fonte: Comitê Olímpico Brasileiro


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo