Esportes

Gasly saboreia “um dos nossos melhores sábados” após a aparição no Q3

Uma sexta-feira difícil para Pierre Gasly deu lugar a uma exibição muito mais competitiva no sábado, com o piloto de AlphaTauri elogiando a recuperação de sua equipe na Turquia após a conquista do P4 no grid.

Gasly estava entre os 10 primeiros em ambas as sessões de treinos na sexta-feira, mas afirmou depois que não estava feliz com a dirigibilidade do seu carro, com subviragem um problema específico que levou à sua mensagem de rádio “meus braços são muito curtos para girar o volante”.

A qualificação viu um desempenho muito melhor, com Gasly ultrapassando Sergio Perez em seu caminho para o quarto lugar no grid – após a penalidade de Lewis Hamilton ser levada em consideração – com apenas uma última volta de Charles Leclerc impedindo-o de ficar em terceiro. O quarto lugar corresponde à melhor posição inicial da sua carreira.

1345649211
A forte forma de qualificação de Gasly o fez perder apenas três vezes o Q3 nesta temporada

“Devo dizer que estou muito satisfeito porque ontem foi difícil”, disse Gasly. “Tínhamos muito subviragem no carro, não gostei do equilíbrio, por isso pedi muitas mudanças e no final a equipa deu-me um carro muito competitivo para hoje. Gostei muito esta manhã e esta tarde, um equilíbrio muito melhor; parecia que o carro estava vivo, e nos classificarmos em quinto ainda é um dos nossos melhores sábados”.

“Foi muito perto com Charles e também Max [Verstappen] na frente, mas não muito longe, então muitos pontos positivos para levar e emocionante para a corrida de amanhã”.

Com a exibição na Turquia após uma sessão de qualificação que frustrou Gasly na Rússia – quando os dois carros AlphaTauri não conseguiram escapar do Q2 – o francês fez um elogio especial à sua equipe pela forma como reagiu aos erros.

“Conversamos muito sobre isso e acho que todos aprendemos juntos como uma equipe. Acho que a equipe fez um trabalho muito bom. Ontem não estávamos em nossa melhor forma, mas todas as mudanças durante a noite claramente tornaram o carro muito mais rápido para poder lutar com a Ferrari na qualificação. Portanto, estou feliz com eles e estou confiante de que estamos em uma boa posição para amanhã”.

Enquanto todos os quatro carros com motor Honda alcançaram o Q3 pela primeira vez desde a Áustria e Yuki Tsunoda apresentaram melhorias ao longo do fim de semana, o estreante japonês estava surpreendentemente menos satisfeito, pois sentiu que deveria ter sido melhor que o nono no grid.

“Um bom dia para a equipe,” Tsunoda acrescentou. “O acúmulo foi bom. Para ser honesto, esperava ser melhor na qualificação com base no ritmo dos treinos livres. Portanto, não estou totalmente feliz, mas é positivo que passei para o Q3 e é uma largada entre os 10 primeiros”.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo