Esportes

Norris, diz que terminar em 7° na Turquia era “o melhor que a McLaren poderia fazer”

Lando Norris pode ter passado da luta pela pole e pela vitória no Grande Prêmio da Rússia para a luta por posições na metade inferior dos 10 primeiros no Grande Prêmio da Turquia, mas disse que estava satisfeito com a classificação P7 de Istambul, em um fim de semana em que a McLaren não teve velocidade para desafiar coisas maiores.

Este foi, de fato, o segundo P7 de Norris consecutivo. Mas enquanto o resultado em Sochi foi conquistado depois de conquistar uma impressionante pole position e chegar a um ás da vitória, apenas para perder nas últimas voltas afetadas pela chuva, Norris começou e terminou a corrida de Istambul no P7.

Mas apesar de seus finais de semana contrastantes na Rússia e na Turquia, ele admitiu que ficou satisfeito em simplesmente superar as condições difíceis.

“Foi uma corrida muito complicada,” disse Norris, “só por causa das condições, tornou-a muito difícil. Quanto empurrar nos pneus, quanto não, quando fazer o pit. A forma como os pneus vão realmente subindo e descendo, porque quase foi para um pneu liso, o intermediário”.

“[Isso] é muito bom para um curto período em que a pista fica seca, mas depois se torna muito slick, torna-se um pneu slick – e estava muito molhado para slicks, pois acho que todos viram que Sebastian [ Vettel – o único piloto que, sem sucesso, tentou um movimento para slicks] mostrou!”.

1345817127
Norris disse que estava feliz por passar o GP da Turquia inteiro

“Portanto, era muito difícil, muito fácil cometer erros e sair e girar e assim por diante”, acrescentou Norris. “Mas um bom dia para nós; P7 não parece bom, mas acho que foi o melhor que pudemos fazer”.

Ele pode ter ficado feliz com o resultado – mas Norris mostrou um bom ritmo na parte final do Grande Prêmio, diminuindo a diferença entre ele e o sexto colocado Pierre Gasly dos 9s na volta 43 para apenas 1s na volta 55, três voltas do fim.

Mas apesar de terminar por cerca de 3s atrás de Gasly – que estava rodando perto de Lewis Hamilton em P5 e Charles Leclerc em P4 – Norris sentiu que havia pouco mais que poderia ter feito para mudar o resultado final.

“Nas últimas voltas, obviamente, ficamos um pouco mais perto de Pierre, Lewis, Charles, mas acho que era simplesmente impossível ultrapassar basicamente”, disse Norris. “Quer dizer, era possível ultrapassar, mas quando você está com um ritmo mais ou menos semelhante e está indo rápido, fica muito mais difícil de ultrapassar”.

“Quando peguei Pierre, fui muito mais rápido”, acrescentou Norris, “mas havia muito ar sujo e, especialmente quando você precisa de toda aderência possível dos pneus, um pouco de ar sujo fez uma grande diferença e era muita luta. Então tentamos, mas acho que P7 foi o que poderíamos alcançar”.

O P7 foi pelo menos melhor do que o companheiro de equipe da McLaren Daniel Ricciardo conseguiu, com o australiano voltando para casa P13 depois de largar em 20, tendo assumido novos elementos de unidade de força.

Enquanto isso, a McLaren também perdeu terreno para a rival Ferrari na luta pelo P3 na classificação dos construtores, com a liderança da McLaren sobre a Scuderia encolhendo para apenas 7,5 pontos depois da Turquia.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo