News

Princesa Mako visita os túmulos de seus ancestrais para informar seu casamento

Compartilhar

A Princesa Mako do Japão, que em breve se casará com o advogado Kei Komuro, visitou os mausoléus de seus bisavós, o Imperador Hirohito e a Imperatriz Nagako, na terça-feira (12 de outubro) para informar seus espíritos sobre seu casamento.

O Imperador Hirohito (falecido em 1989) e Nagako (2000), que foram postumamente chamados de Showa e Kojun, estão enterrados no Cemitério Imperial Musashino, no distrito de Hachioji, em Tóquio.

Usando um vestido formal cinza e uma máscara, a princesa de 29 anos levou uma oferenda de três ramos sagrados de tamagushi e se curvou na frente de ambos os mausoléus na chuva, informou a agência de notícias japonesa Jiji Pres.

No dia 26 de outubro, a Princesa Mako se casará com Komuro, 30, perderá o status de membro da Família Imperial e também renunciou ao recebimento do dote de Estado concedido às princesas que deixam o palácio. Mais tarde, o casal dará uma entrevista coletiva.

Devido à preocupação pública pela disputa financeira da família Komuro, que levou muitos japoneses a se oporem ao casamento, a Casa Imperial disse que as cerimônias tradicionais associadas aos casamentos de membros da família imperial não aconteceriam. Os rituais incluem a cerimônia oficial de noivado chamada “Nosai no Gi” e o “Choken no Gi”, um encontro oficial com o imperador e a imperatriz antes do casamento.

Depois de registrar legalmente seu casamento em Tóquio, a princesa fará orações nos Três Santuários do Palácio Imperial e se encontrará a sós com seus tios, o Imperador Naruhito e a Imperatriz Masako. A princesa também planeja encontrar seus avós, o imperador emérito Akihito e a imperatriz emérito Michiko, antes do casamento.

Com informações de Monarquias.com


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Fernanda da Silva Flores

Fernanda da Silva Flores é graduada em História pela UNOPAR (2018) e possuí pós-graduação em Gestão e Organização da Escola com Ênfase em Supervisão Escolar (2019) também pela UNOPAR. Fundou o site Rainhas na História em setembro de 2016. Reside em Itajaí, Santa Catarina, Brasil.
Botão Voltar ao topo
Translate »