News

Programa Lixo Zero no RJ

Compartilhar

Lançamento do sistema de logística reversa na capital fluminense, que estimula a reciclagem de eletrodomésticos e eletrônicos, marca a celebração do Dia Internacional do Lixo Eletrônico.

A cidade do Rio de Janeiro ganhou, na última quinta-feira (14), 123 pontos de entrega voluntária de lixo eletroeletrônico, onde cooperativas e população em geral poderão deixar itens domésticos em desuso como geladeiras, fogões e TVs em desuso. Todo material depositado nesses locais será encaminhado para uma central de triagem na capital fluminense. O que for reciclável, volta à cadeia produtiva, sendo reaproveitado em novos produtos pela indústria, e os inutilizáveis vão para aterros sanitários.

Outros 148 pontos de entrega voluntária foram inaugurados em municípios do estado. A iniciativa faz parte do programa Lixão Zero, do Ministério do Meio Ambiente (MMA). “Essa política permite reinserir esses materiais, após o descarte pelos consumidores, na cadeia produtiva, gerando renda e sustentabilidade”, explicou o secretário de Qualidade Ambiental, André França, durante cerimônia de lançamento do sistema de coleta no estado.

Além do Rio, seis capitais brasileiras já aderiram ao projeto: Campo Grande, Florianópolis, Vitória, Brasília, Maceió e Manaus. Outras três vão receber ecopontos de recolhimento e triagem de lixo eletrônico até novembro: Curitiba, Goiânia e Fortaleza. A previsão é que, até 2025, 400 cidades brasileiras tenham centrais de triagem e pontos de entrega voluntária.

Para que o serviço seja implementado, fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes devem manter toda a logística do sistema de coleta dos produtos, o que inclui a manutenção do espaço, a contratação de empresas e cooperativas de reciclagem. 

França acrescentou que o ministério tem desenvolvido uma série de ações da agenda ambiental urbana que contribuem, por exemplo, para a redução de gases de efeito estufa. “Em dois anos e meio, o Governo Federal realizou o fechamento de mais de 645 lixões no país, evitando fontes de contaminação”, afirmou. A meta do governo brasileiro é neutralizar a emissão de carbono pelo país até 2050.

Reciclagem

De acordo com relatório do Global E-Waste Monitor 2020, apoiado pelas Nações Unidas, 53,6 milhões de toneladas de lixo eletrônico foram descartadas em todo o mundo no ano de 2019. O levantamento revelou que apenas 17,4% dos resíduos foram reciclados.

Para o presidente da Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos (ABREE), Sérgio de Carvalho Maurício, a iniciativa do Ministério do Meio Ambiente contribui não só para a redução do consumo de insumos não renováveis, como plástico e vidro, mas também para a geração de empregos. “Não é lixo. É um material de valor muito importante, que pode ser reciclado, reinserido na cadeia produtiva”, argumentou.

O secretário municipal do Meio Ambiente do Rio de Janeiro, Eduardo Cavaliere, ressaltou que até mesmo “o catador informal é parte da cadeia produtiva”. Segundo ele, dezenas de milhares desses trabalhadores quem “se legalizar”.

Durante a cerimônia, realizada no Dia Internacional do Lixo Eletrônico, o governador Cláudio Castro e o presidente da ABREE firmaram uma carta de intenções para implementação do projeto no RJ. O secretário estadual de Meio Ambiente, Thiago Pampolha, e o presidente da Associação dos Recicláveis do Estado do Rio de Janeiro (ARERJ), Edson Freitas, também estiverem presentes no evento. 

Fonte: www.mma.gov.br

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Duna Press Jornal

Duna Press é um jornal digital dedicado a apresentar as principais notícias da Noruega, do Brasil e do mundo, com matérias interessantes sobre política, economia, negócios, educação, tecnologia, arte, esporte, entretenimento, classificados, saúde, alimentação e muito mais! Duna Press is a digital newspaper dedicated to presenting the main news from Norway, Brazil and the world, with interesting articles on politics, economics, business, education, technology, art, sport, entertainment, classifieds, health, food and much more!
Botão Voltar ao topo
Translate »