Pets

Pit Bulls: Antes de ter uma opinião formada, pesquise

Compartilhar

Pit Bulls não só eram usados como babás, como também eram a primeira escolha quando o assunto era a proteção de uma criança. Eles tinham uma reputação tão boa que eram conhecidos como “O cachorro babá”.

Pessoas de todas as classes usavam Pit Bulls como companheiros e protetores de suas crianças. Hoje, os Pit Bulls são mostrados como agressivos e temperamentais pela mídia, as pessoas têm medo que eles machuquem alguém, ou que eles sejam naturalmente predisposto a atacar outros cachorros.

O que muitos não percebem é que a reputação ruim tem muito mais a ver com a maneira que o cachorro é criado. Recentemente, alguns foram criados para serem mais violentos e agressivos. O que é triste, pois tal percepção da raça faz com que ela seja a mais eutanasiada, com números que chegam a 6 mil cachorros por dia.

Em testes de temperamento, mais especificamente, testes em que os cachorros são deliberadamente irritados para medir seu grau de tolerância, o Pit Bull se mostrou um cachorro muito paciente e tolerante. O Pit Bull é o segundo cachorro mais tolerante, atrás apenas do Golden Retriever, que é considerado por muitos o “cachorro perfeito” para uma família.

Mais fatos interessantes sobre Pit Bulls:
– A mandíbula deles não trava;
– Eles não têm a mordida mais forte (Rottweilers possuem as honras);
– Não são naturalmente agressivos com humanos (na verdade, filhotes de Pit Bulls preferem a companhia humana do que a de sua mãe duas semanas antes do que todos os outros cachorros).

Com a educação certa, Pit Bulls podem ser naturalmente dóceis, cuidadosos e sensíveis.

Infelizmente essa raça é a que mais sofre maus tratos, por serem dóceis, são trancafiados sem comida e água com a finalidade, que se tornem bravos.

Os PITBULLS são umas das raças que mais sofre, que mais são levadas ao extremo da crueldade!

De alguma forma, isso nunca sai da minha cabeça.
Não consigo imaginar como a maioria das pessoas que os maltratam, tem certeza de que estão fazendo a coisa certa.
Não entendo o que se passa na cabeça destas pessoas.
Como pode: deixar passar fome e achar que isso é normal?
Como podem: levá-los a brigar até a morte e achar que isso faz parte?
Como podem: deixá-los acorrentados e sem abrigo, no sol, na chuva e achar que estão fazendo o bem?
Como podem: acorrenta-los dentro de um carro por quase a vida inteira de um animal.
Não consigo imaginar que estas mesmas pessoas, tem pai e mãe, que tem seus filhos, que vão à igreja ou templo, que reúnem suas famílias aos finais de semana sabendo que o cão esta jogado no quintal, morrendo lentamente.
Enquanto fazem festas para seus amigos e familiares regados a bebida e comida, e o animal lá, cabisbaixo e moribundo.

Fonte: http://portaldodog.com.br/cachorros/curiosidades/pit-bulls-eram-usados-como-babas/

Via @hachiong

Ver também:

Conheça como funciona o trabalho de uma OSCIP que resgata animais em situação de risco e abandono.

Como estabelecer metas de estudos.

 A educação de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar.


O ensino de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar. Educação de Ensino em Casa, Jardins de Infância e Escolas, com cursos educacionais pré-escolar, ensino básico, fundamental e médio!

Gratuitamente, clique e comece já!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Joice Maria

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre as atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »