News

AP: Ação social da PM leva educação ambiental e orientações de sobrevivência na selva para crianças do Conjunto Habitacional São José

Compartilhar

São mais de 300 crianças atendidas pelo 1º Batalhão, instalado no Conjunto São José.

Cerca de 300 crianças, atendidas por projetos sociais da Polícia Militar do Amapá (PM-AP) no Conjunto Habitacional São José e outras localidades da zona sul de Macapá, recebem nos dias 27 e 28 de outubro, lições de cidadania, educação ambiental, além de instruções do que uma criança deve fazer ao se perder na floresta.

As atividades são de iniciativa do 1º Batalhão da PM, instalado dentro do Conjunto São José, e que executa diversos projetos sociais voltados para o esporte e a cidadania. Essa proximidade com a comunidade faz parte do plano de ações integradas do Governo do Amapá para prevenção da violência e combate às organizações criminosas.

O comandante do 1º Batalhão, Ten.Cel. Trajano, destacou o papel social da instituição para a formação, proteção e defesa dos jovens em situação de vulnerabilidade.

“O nosso batalhão tem, tradicionalmente, uma forte presença social como parte do trabalho preventivo contra a violência. Cada criança e adolescente que participa das ações sociais e educativas está menos sujeita à criminalidade e à violência, e exposta desde cedo a bons exemplos”, explicou o comandante.

As atividades fixas do Batalhão Tigre, como também é conhecido o 1ºBPM, incluem aulas de jiu-jitsu, capoeira, muay thai, vôlei e futebol. Em conjunto com o projeto Cidadão Mirim, em parceria com a Unidade de Policiamento Comunitário do Araxá (UPC), ocorrem ainda ações de prevenção às drogas e à violência, e de valorização da vida.

A excursão ao Bioparque nesta quarta-feira, 27,  foi guiada por oficiais da PM em conjunto com os guias do Bioparque da Amazônia.

“É fundamental para a formação dos cidadãos do futuro que eles conheçam os biomas da nossa região, sobretudo para a valorização e preservação da natureza. E com a extensão de florestas que nosso estado possui, fundamental também é conhecer os perigos e como sobreviver a eles”, explicou o subtenente Abimael, que ministrou a palestra sobre sobrevivência na selva aos pequenos.

Pedro Ian, de 11 anos, que participa das atividades do 1º BPM, comemorou a excursão ao parque.

“Eu nunca tinha conhecido um parque, essa experiência está sendo marcante para mim. A parte mais legal foi o que aprendemos sobre sobrevivência na mata, […] o principal é nunca entrar desacompanhado de um adulto”, disse o garoto.

Fonte: Governo do Amapá


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo