Esportes

Verstappen aliviado pelo P2 para Sprint, e diz que não há “nada de chocante” no ritmo de Hamilton

Compartilhar

Max Verstappen pode ter perdido o P1 para a corrida Sprint no Brasil, mas o piloto da Red Bull disse na sexta-feira que tem motivos para estar feliz, acrescentando que o ritmo impressionante de Lewis Hamilton não foi nenhuma surpresa para ele.

Verstappen estava a mais de quatro décimos do P1 na qualificação na sexta-feira, com Hamilton conquistando o primeiro lugar para a Mercedes. Mas o piloto da Red Bull fez questão de apontar que seu rival tem um novo motor neste fim de semana e não conseguiu destacar as implicações da penalidade de Hamilton no Grand Prix – que o levará a largar na pole no domingo se terminar em segundo e atrás Hamilton na Sprint.

“Pareceu um pouco mais complicado para nós, mas ainda estou feliz, é claro, por estar em segundo,” disse Verstappen. “É uma boa posição para começar. Claro que você sempre quer estar mais perto, mas às vezes você apenas tem que ser realista e não havia muito mais nisso”.

Questionado se ele estava surpreso com a distância entre ele e Hamilton, Verstappen respondeu: “Não necessariamente. Eles pegaram um novo motor, então sabemos, é claro, que no primeiro fim de semana eles podem definitivamente colocar um pouco mais de potência nele e por aqui isso pode fazer uma grande diferença com [poucas] curvas”.

“Nada de chocante claro, eu teria preferido estar na frente. Em suma, ser o segundo é bom”, afirmou. “Não há muitos pontos a ganhar [no sábado], então eu só preciso mantê-lo limpo porque o domingo é muito mais importante.”

1352941640
Perez se classificou logo atrás de Bottas para iniciar uma segunda linha para o Sprint

Quanto ao companheiro de equipe Sergio Perez, que se classificou em P4 e logo atrás de Bottas na sexta-feira, o mexicano concordou com os comentários de Verstappen.

“Acho que aquele novo motor parecia estar funcionando muito bem. Lewis era intocável hoje, então veremos amanhã. Devemos estar bem para amanhã”, disse ele.

No entanto, Perez admitiu que demorou mais do que gostaria para ganhar ritmo na qualificação, tendo começado a sessão com o pé errado.

“Sim, foi um pouco complicado: começar no primeiro qualify, tendo que usar dois jogos de pneus,” ele começou. “Temos que analisar um pouco esse; começámos com o pé esquerdo na qualificação, mas estávamos a progredir”.

“Penso que a pista arrefeceu um pouco e não lemos muito bem as condições, apenas até à última volta e, infelizmente, faltou meio décimo ou mais para estarmos mais à frente. Espero que amanhã possamos fazer um bom Sprint”, disse Perez.

A Red Bull pretende ultrapassar a Mercedes no campeonato de construtores neste fim de semana, enquanto Verstappen tem 19 pontos de vantagem no campeonato de pilotos antes do Sprint de São Paulo.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »