Esportes

Ferrari deixa a McLaren para trás

Compartilhar

Eles podem não ter lutado por um pódio, mas a Ferrari teve um forte Grande Prêmio em São Paulo, superando seus rivais McLaren por 18 pontos na batalha pelo terceiro lugar no campeonato de construtores – apesar de um péssimo começo de Carlos Sainz.

Depois de se classificar para fora do companheiro de equipe Charles Leclerc e, em seguida, ganhar uma vaga na grade P3 impressionante da Sprint, Sainz esperava por um grande resultado. Tudo deu errado quando as luzes se apagaram, no entanto, o espanhol fez uma fuga ruim que resultou em contato com Lando Norris da McLaren na corrida para a primeira curva.

“É muito estranho, pois acho que fiz a mesma largada de ontem, o mesmo procedimento, mas por alguma razão hoje não entendo que causamos muita derrapagem”, explicou Sainz. “Precisamos analisar o que aconteceu – se houve algo estranho com a embreagem ou os pneus, porque me custou o resultado entre os cinco primeiros que eu procurava hoje”.

Ele por pouco não acertou, pegando a bandeira em P6 atrás de Leclerc, tendo escapado de seus primeiros dramas aparentemente ileso. O mesmo não pode ser dito de seu ex-companheiro de equipe Norris, que furou após acertar a asa dianteira de Sainz ao passar pela lenta Ferrari e voltar para casa em décimo.

“É uma linha muito tênue entre quem se transforma em quem”, disse Sainz. “Obviamente a curva vai para a esquerda e eu estava segurando o lado de dentro, mas não sei – não acho que fiz algo deliberadamente contra ele. Na verdade, eu senti que ele entrou um pouco mais cedo na Curva 1 e nós nos enrolamos. Mas um incidente de corrida, coisas que acontecem – desculpe se eu fiz algo errado, mas para ser honesto, acho que não”.

Enquanto Sainz estava decepcionado com o resultado, o companheiro de equipe Leclerc ficou satisfeito em se recuperar de seu resultado decepcionante no P7 Sprint e reivindicar o quinto lugar, já que – ao contrário da última vez no México – a Ferrari não foi incomodada por AlphaTauri na batalha do ‘melhor do resto’ atrás de Mercedes e Red Bull.

“Muito feliz,” disse Leclerc sobre o seu ritmo de corrida em Interlagos. “Hoje foi tudo sobre como gerenciar a lacuna com as pessoas por trás. Obviamente eu tinha o Carlos (diretamente) atrás, mas depois disso estávamos bem claros em relação aos outros, o que foi bom de se ver”.

“Estou muito contente com o ritmo de hoje, especialmente contente com a melhoria que fiz na condução de ontem para hoje – ontem foi um dia difícil para mim. Trabalhei muito ontem à noite, trabalhei muito esta manhã e consegui dirigir muito melhor nesta corrida. Então, sim, feliz por terminar este fim de semana difícil em alta”.

Para impulsionar ainda mais a sorte da Ferrari, o companheiro de equipe de Norris na McLaren, Daniel Ricciardo, sofreu problemas técnicos que resultaram em seu primeiro DNF em 35 corridas. Isso significa que a vantagem da Scuderia agora é de 31,5 pontos, faltando apenas três rodadas para o fim da temporada.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo