News

Departamento de Polícia Técnico-Científica do AM recebe premiação inédita em evento internacional

Compartilhar

Prêmios são referentes à quantidade de material genético coletado pelo laboratório em 2020 e 2021.

Pela primeira vez na história, o Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), por meio do Laboratório de Genética Forense, foi duplamente premiado pela quantidade de material genético coletado em 2020 e 2021, com a finalidade de encontrar pessoas desaparecidas. O trabalho do DPTC foi premiado durante a Conferência Internacional de Ciências Forenses, o maior evento de perícia criminal da América Latina, realizado em Foz do Iguaçu (PR).

O DPTC recebeu dois prêmios referentes à quantidade de material genético coletado, seja de familiares de pessoas desaparecidas ou de restos mortais de cadáveres não identificados, em números relativos e absolutos.

A gerente do Laboratório de Genética Forense, Daniela Koshikene, explicou que esta é a primeira vez que o Amazonas recebe esta premiação e que a finalidade da coleta é justamente fazer o cruzamento de materiais genéticos.

“Esses perfis são provenientes de familiares de pessoas desaparecidas e, principalmente, restos mortais não identificados, que são os corpos encontrados dentro de todo o estado que não tem a sua identidade conhecida. E, dessa forma, nós obtemos o perfil genético desses restos mortais e colocamos no banco, com a finalidade de cruzar com os familiares que tem pessoas desaparecidas”, disse.

O DPTC recebeu o terceiro lugar no prêmio em números de inscrições em valores absolutos no Banco Nacional de Perfis Genéticos e ficou em segundo lugar em números relativos, proporcionalmente a quantidade de perfis inscritos com o crescimento do banco.

Coleta de familiares – Os familiares já cadastrados no Ministério Público do Amazonas (MPAM), pelo Núcleo de Localização de Pessoas Desaparecidas, podem obter o encaminhamento do MPAM e ir até o laboratório ou, também, aqueles que possuem registro de desaparecimento da Polícia Civil.

Os familiares precisam ter interesse de doar amostra e, após a coleta de perfil genético, o cidadão assina um termo de consentimento. O DNA coletado não será utilizado para nenhum outro fim.

Evento – A Conferência Internacional de Ciências Forenses acontece a cada dois anos, tendo a sua primeira edição em 2017. Atualmente, é considerada por profissionais da área como um dos mais renomados eventos mundiais de Ciências Forenses e integra o calendário internacional de eventos deste setor.

Fonte: Governo do Amazonas


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo