News

Delegado Geral de PCRR participa de Programa de Intercâmbio nos Estados Unidos 

Compartilhar

Em reconhecimento aos relevantes trabalhos prestados durante sua gestão no combate às organizações criminosas, o delegado Geral da Polícia Civil de Roraima, Herbert de Amorim Cardoso, foi convidado pelo Governo dos Estados Unidos, por meio do DSS (Serviço de Segurança Diplomático) no Brasil, a participar no período de 13 a 24 de novembro, em Miami (Flórida), do Programa de Intercâmbio Profissional.

O convite foi nominal ao delegado Herbert Cardoso e revela a importância do Estado de Roraima em ser representado por um profissional de Segurança Pública, que tem sua gestão reconhecida pelo Serviço de Segurança Diplomático no Brasil, pelo Governo Americano.

O delegado geral ressaltou o apoio incondicional do governador Antonio Denarium à sua gestão.

“Quero agradecer ao governador Antonio Denarium que, durante esse período da nossa gestão à frente da Polícia Civil, tem dado todas as condições para trabalharmos e desenvolver as nossas atividades de forma eficiente e, com isso, temos demonstrado uma resposta à sociedade”, agradeceu.

Cardoso ressaltou ainda a relevância do reconhecimento para a instituição.

“Esse reconhecimento está indo além das fronteiras. Tanto que o governo americano me convidou como delegado de Polícia, como delegado geral, pelos relevantes trabalhos que temos prestado através das nossas prisões, através das nossas ações. Então, isso é uma forma de reconhecimento da Polícia Civil de Roraima, que nos traz bastante orgulho, uma realização, não somente no campo pessoal, mas para nossa própria Instituição. Essa é a primeira vez que uma autoridade policial do Estado participa de um evento dessa magnitude”, destacou.

Ao longo do intercâmbio serão discutidas as estratégias para o combate ao crime organizado que possuem atuação transnacional.

A comitiva de autoridades brasileiras é formada por um juiz criminal, três promotores de Justiça, um procurador da República, dois procuradores do Trabalho, três policiais da Embaixada Americana e quatro agentes americanos do DSS. Ao todo, seis profissionais da Segurança Pública do Brasil participam, sendo cinco policiais civis representantes dos Estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo, Acre e Roraima, e um policial Militar da Bahia.

Para o Delegado Geral, o evento é de extrema importância pelo grau elevado de conhecimento a ser apreendido durante o intercâmbio. Destacou ainda que o convite demonstra que o trabalho desenvolvido em Roraima é reconhecido além das fronteiras.

“Roraima tem duas fronteiras internacionais e temos procurado desenvolver no Estado um trabalho eficaz de combate às organizações criminosas, em especial nessas fronteiras. São inúmeros crimes esclarecidos, prisões de envolvidos, células das organizações criminosas desbaratadas e, além disso, realizamos outras ações, que são as reuniões, encontros e compartilhamentos de informações com as polícias brasileiras e, até mesmo, com as agências americanas. Então, tudo isso projeta o trabalho da Polícia Civil de Roraima que foi reconhecido pelo DSS”, destaca.

Ainda segundo Cardoso, o aprendizado, durante o intercâmbio, contribuirá para ampliar ainda mais as ações de gestão.

O intercâmbio prevê visitas técnicas aos mais importantes órgãos ligados à Segurança Pública, dentre eles ao DSS, ao FBI (Departamento Federal de Investigação), à ATF (Agência de Álcool, Tabaco, Armas de Fogo e Explosivos), ao DEA (Departamento de Combate às Drogas), ao Departamento de Comércio, ao USSS (Serviço Secreto dos Estados Unidos), ao Departamento de Polícia de Miami e ao HSI (Investigações de Segurança Interna).

Fonte: Governo de Roraima


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo