News

Fundo de Proteção ao Emprego do Espírito Santo é maior linha de financiamento emergencial do País

Compartilhar

As medidas de distanciamento social, necessárias no período de enfrentamento à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), impactaram a economia mundial, obrigando que políticas públicas fossem formuladas para mitigar seus efeitos. No Estado, o Governo do Espírito Santo disponibilizou o Fundo de Proteção ao Emprego, uma linha de crédito emergencial para a injeção de recursos na economia local e, assim, provocar a redução de impactos socioeconômicos nas empresas capixabas.

O fundo, operado pelo Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), tem o maior volume em recursos disponíveis em todo o território brasileiro. Com R$ 250 milhões, a linha de crédito emergencial recebeu o maior aporte do País e atende a empresas de diferentes segmentos com foco na manutenção das atividades produtivas e de postos de trabalho. Os recursos financiam capital de giro para os negócios e podem ser empregados, por exemplo, para a compra de estoque, investimento em adequações do modelo de negócio ou até para pagamento de outros débitos previamente contraídos.

Além disso, as condições operacionais definidas para o atendimento aos empresários são também as mais atrativas do País, com prazo de até 72 meses para pagar, incluídos 12 meses de carência. A linha é considerada sem juros, uma vez que o valor financiado só tem correção pela taxa Selic. O financiamento contempla projetos de investimento de R$ 31,5 mil até R$ 1 milhão.

O diretor-presidente do Bandes, Munir Abud de Oliveira, destaca que o Fundo faz parte de uma estratégia do Governo do Espírito Santo. “Estamos atentos aos desafios enfrentados pelos empresários durante este período de pandemia e, por isso, disponibilizamos uma linha de crédito emergencial com menos burocracia e que pudesse atender aos segmentos mais afetados. Esta é a melhor linha de crédito do País, com R$ 250 milhões destinados à recuperação econômica das empresas. O Fundo foi elaborado como um mecanismo financeiro destinado ao apoio aos empresários de todo o Estado, com condições adequadas para a manutenção das atividades produtivas”, destaca Munir Abud de Oliveira.

Já o diretor de Negócios do Bandes, Marcos Kneip Navarro, explica que o esforço da equipe técnica do banco para o atendimento das demandas recebidas para dar acesso ao crédito com qualidade e agilidade aos empresários. “Para agilizar e aperfeiçoar nossos procedimentos, a equipe do banco tem buscado desburocratizar o atendimento sem, no entanto, perder de vista as solicitações de crédito em outras linhas do Bandes, destinadas aos investimentos, como aquisição de máquinas e equipamentos ou para a Inovação. Assim, o Bandes, como principal instituição financeira de fomento do Governo, contribui decisivamente por desenvolver setores e apoiar políticas públicas”, afirma Navarro.

Fonte: Governo do Espírito Santo


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo