Esportes

Hamilton fica impressionado com a vantagem sobre Verstappen no Catar

Compartilhar

Lewis Hamilton admitiu que ficou tão surpreso quanto qualquer um ao se qualificar quase meio segundo mais rápido do que o rival Max Verstappen para o Grande Prêmio do Qatar, com o heptacampeão também não descartando a adoção de uma abordagem mais agressiva para competir após a batalha com Verstappen nas pistas do Brasil da última vez.

Hamilton não conseguiu se sair melhor do que P4 no treino de sexta-feira, e admitiu no sábado que vinha sofrendo de dor de estômago há vários dias.

Mas ele estava no ritmo certo quando a qualificação começou sob os holofotes no Circuito Internacional de Losail, com sua segunda corrida no Q3 vendo-o melhorar em sua volta da pole provisória com massivos 0,435s – Hamilton completando 0,455s mais rápido que Verstappen, uma lacuna que ele admitiu depois ter sido um choque.

“Foi realmente lindo lá fora hoje, especialmente sob as luzes da noite”, disse ele. “Não sabia que ia ganhar tanto tempo como na última volta – normalmente é um pouco difícil com a segunda volta do Q3, mas nas últimas duas corridas consegui realmente colocar uma bela volta limpa juntos, e foi incrível”.

“Claro [estou surpreso com a diferença para a Red Bull]”, acrescentou Hamilton. “O mesmo da última corrida. Provavelmente nas últimas três corridas de qualificação estivemos à frente deles, o que foi uma surpresa e hoje definitivamente não esperava ter uma diferença tão grande como essa”.

“Fiquei relativamente confortável com cerca de um décimo ou mais à frente durante a maior parte da sessão, mas ser capaz de tirar aquele tempo extra – foi ótimo”.

Hamilton vai agora largar o primeiro Grande Prêmio do Qatar na primeira fila ao lado de Verstappen, com os dois tendo disputado a última vez no Grande Prêmio de São Paulo.

E depois de um briefing prolongado dos pilotos na sexta-feira, onde rumores de que o incidente dos dois pilotos foi um grande ponto de discussão, Hamilton foi questionado se ele aumentaria seus níveis de agressão nas próximas corridas – com os comissários também recusando a Mercedes a solicitação do direito de revisão sobre o incidente na sexta-feira.

“Sim, acho que sim, potencialmente”, disse Hamilton. “Eu diria que sim.”Lewis Hamilton: ‘Nosso trabalho compensa’ depois de conquistar a pole no Qatar”.

Questionado sobre o que ele tirou do briefing dos pilotos na sexta-feira, bem como como ele abordaria a largada, Hamilton respondeu: “[Isso] o que aconteceu na última corrida está bem … É uma longa corrida bastante decente até a Curva 1, é um vento de cauda, ​​mas bom e amplo na Curva 1, então vamos dar tudo de si”.

A forma de Hamilton na qualificação foi diferente da do companheiro de equipe Valtteri Bottas, que foi um relâmpago nos treinos livres 2 e 3, mas só conseguiu o P3 no grid na qualificação, a 0,651s de Hamilton – embora ele pelo menos tenha feito o Q3, ao contrário de Sergio Perez, companheiro de equipe de Verstappen na Red Bull, 11º colocado, deu à Mercedes vantagens estratégicas para a corrida.

“Foi um bom fim de semana até agora até a qualificação para mim,” disse Bottas. “Senti-me muito confortável e forte no carro, mas não sei bem o que aconteceu durante a noite. Eu podia sentir no TL3 … Ainda era o mais rápido, mas realmente tive que puxar muito, sabia que não conseguiria encontrar muito mais”.

“Na qualificação, lutei bastante, especialmente na Curva 1, então me esforcei para deixar os pneus prontos, ao contrário de ontem à noite. Eu preciso dar uma olhada … Um pouco confuso o que aconteceu com o carro durante a noite … mas obviamente temos dois carros contra Max e tenho certeza que podemos fazer algo”.

A Mercedes atualmente está 11 pontos à frente da Red Bull na classificação de construtores , com Verstappen 14 pontos à frente de Hamilton.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo