Esportes

Verstappen saboreando a luta pelo título depois que Hamilton reduziu a diferença no Qatar

Compartilhar

Max Verstappen não teve resposta para o ritmo de Lewis Hamilton no primeiro Grande Prêmio do Qatar, enquanto o homem da Mercedes diminuiu a liderança do holandês, mas o piloto da Red Bull insiste que está gostando da luta antes das duas últimas corridas do ano.

Verstappen foi atingido com uma penalidade no grid antes da corrida que o deixou de P2 para sétimo. Ele recuperou seu caminho de volta ao segundo lugar, atrás de Hamilton, na 5ª volta, mas não foi capaz de lutar pela vitória – embora tenha conseguido um ponto extra para a volta mais rápida, já que Hamilton reduziu a liderança de Verstappen pelo título de 14 para oito pontos.

Após a corrida, Verstappen disse que não foi incomodado pela penalidade.

“Assim que soube que estava começando em sétimo, fiquei muito motivado para seguir em frente e foi exatamente o que fizemos”, disse ele.

“Fizemos uma boa primeira volta e depois de cinco voltas estávamos em segundo novamente e tentei manter a diferença pequena, o que fizemos durante toda a corrida para que eles não pudessem fazer uma parada extra – e isso me deu a volta mais rápida no final, então eu estava definitivamente feliz com isso”.

“Nós simplesmente não tínhamos ritmo neste fim de semana para igualá-los [Mercedes]. Fiz a volta mais rápida – no final do dia ainda foi um ponto extra e tudo conta no momento – mas este fim de semana não foi o melhor para nós”.

Com a pequena diferença entre os dois candidatos ao título, Verstappen diz que está ignorando os problemas fora da pista que ocorreram entre a Red Bull e a Mercedes e, em vez disso, está totalmente focado em sua direção.

“Correr não é complicado”, disse ele. “Tem pedal de freio, acelerador e volante. Há muito show por aí, mas acho que como pilotos sabemos o que fazer e tudo mais que não seja relevante para mim, tenho que me concentrar apenas no meu trabalho”.

“Só precisamos tentar manter o foco e temos duas corridas pela frente e como podem ver muitas coisas podem acontecer. Tudo é possível”.

E quanto à luta pelo título com Hamilton, ele disse: “Sinto-me bem. Vai ser uma batalha acirrada até o fim. Eu sei que vai ser difícil até o fim, mas acho isso bom – mantém tudo excitante”.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo