Saúde

Confira a importância de cuidar da hidratação nos dias mais quentes

Compartilhar

Cuidar da saúde no verão envolve, principalmente, cuidar da hidratação. As altas temperaturas e o maior tempo de exposição ao sol contribuem para que o organismo perca ainda mais água ao tentar controlar a temperatura do corpo. Por isso, o consumo adequado de líquidos é fundamental para manter a saúde e o bem-estar.

Em geral, deve-se consumir cerca de 2 litros de água diariamente. Essa recomendação da Sociedade Brasileira de Dermatologia previne problemas como a desidratação. Além disso, a ingestão adequada de água melhora a circulação sanguínea, o funcionamento do intestino e evita problemas nos rins.

Água de coco, sucos naturais e chás gelados são opções saudáveis, que podem ser consumidas diariamente, além da água. Já as bebidas açucaradas e industrializadas, como refrigerante e suco artificial, devem ser evitadas, pois a quantidade de açúcar presente nestes produtos faz com que o organismo perca ainda mais líquido.

Dicas para manter a hidratação em dia

– Não espere sentir sede para tomar água, pois a sede já é o primeiro sinal de desidratação.

– O ideal é manter uma garrafinha d’água sempre por perto, na bolsa ou na mesa de trabalho, para consumir com frequência.

– Existem ainda alguns aplicativos para smartphone que funcionam como lembretes e podem ser configurados de acordo com os horários de cada um.

– Também vale programar o despertador do celular para lembrar-se de tomar água ao longo do dia.

Texto: Giullia Santos – NUCOM/NEMS/RS

Fonte: http://www.blog.saude.gov.br


Ver também:


O ensino de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar. Educação de Ensino em Casa, Jardins de Infância e Escolas, com cursos educacionais pré-escolar, ensino básico, fundamental e médio!

Gratuitamente, clique e comece já!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Joice Maria Ferreira

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre as atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo