News

Militares do Acre participam de curso de negociador policial

Compartilhar

Com efetivo êxito, o major Felipe Russo e a tenente Regina Santos, ambos da Polícia Militar do Acre (PMAC), concluíram, nesta sexta-feira, 19, o 6° Curso de Negociador Policial, nível misto, 2021, promovido pelo Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF).

Do curso, que teve duração de 45 dias e 330 horas/aula, participaram,  além dos oficiais da PMAC, policiais militares do Distrito Federal e da Polícia Militar do Maranhão, um policial Civil do DF e dois policiais Legislativos Foto: Arquivo Pessoal

A participação dos oficiais acreanos foi promovida pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), com o objetivo de capacitar mais ainda os integrantes das forças policiais do Acre.

O curso teve duração de 45 dias e 330 horas/aula. Participaram,  além do major Russo (PMAC) e da tenente Regina (PMAC), 22 alunos policiais, 16 policiais militares do Distrito Federal, um policial da Polícia Militar do Maranhão, um policial Civil do DF e dois policiais Legislativos.

Após suas inscrições, todos passaram por um rigoroso processo de seleção, em que foram submetidos a entrevistas com psicólogos, para  filtrar os perfis que a atividade de negociação exige, além de testes de habilidades físicas e de redação.

De acordo com os oficiais da PMAC, durante 45 dias eles passaram por simulações de diversos tipos de eventos críticos, incluindo negociação envolvendo reféns e suicidas.

Policiais acreanos durante curso em Brasília Foto: Cedida

Fonte: Agência Acre


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo