Saúde

Novembro Azul: Combate ao Câncer de Próstata

Compartilhar

Novembro Azul, a campanha responsável pela conscientização sobre o câncer de próstata, surgiu no ano de 1999 na Austrália, com um grupo de amigos que decidiram deixar o bigode crescer, a fim de chamar atenção para a saúde masculina. O grupo realizava ações e o que arrecadava, era doado às instituições de caridade.

Com o sucesso do movimento, em 2004 foi criada a Movember Foundation Charity, sendo Movember a junção de Moustache (bigode) com November (novembro). Na campanha é também pregado o No Shave November, que em tradução literal significa Novembro Sem Barbear, motivo pelo qual o bigode na cor azul ficou conhecido como símbolo.

No Brasil, a Campanha Novembro Azul foi trazida pelo Instituto Lado a Lado Pela Vida em parceria com a Sociedade Brasileira de Urologia.

O câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais frequente em homens no país, após os tumores de pele.

Para 2021 as estimativas apontam que serão diagnosticados mais de 65 mil novos casos de câncer de próstata e que nos últimos 5 anos houve aumento de 10% na mortalidade por essa causa, sendo que a doença tem 90% de chances de cura, quando diagnosticada precocemente.

A cada ano o movimento de conscientização ganha mais adeptos e o preconceito com o exame de toque, que sempre foi alvo de aversão pelo sexo masculino, diminui.

A próstata é uma glândula do sistema reprodutor masculino, que pesa cerca de 20 gramas, e se assemelha a uma castanha. Localiza-se abaixo da bexiga e sua principal função, juntamente com as vesículas seminais, é produzir o esperma.

O câncer acontece quando as células deste órgão começam a se multiplicar de forma desordenada. A doença pode demorar a se manifestar, exigindo exames preventivos constantes para não ser descoberta em estágio avançado e potencialmente fatal.

Na fase inicial, o câncer de próstata não apresenta sintomas e quando alguns sinais começam a aparecer, cerca de 95% dos tumores já estão em fase avançada, dificultando a cura. Na fase avançada, os sintomas são: dor óssea, dores ao urinar, vontade de urinar com frequência e presença de sangue na urina e/ou no sêmen.

Entre os fatores de risco estão, histórico familiar de câncer de próstata (pai, irmão e tio); obesidade e raça: homens negros sofrem maior incidência deste tipo de câncer.

A única forma de possibilitar a cura do câncer de próstata é com o diagnóstico precoce. Mesmo na ausência de sintomas, homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou com 50 anos e sem estes fatores, devem ir ao urologista para conversar sobre o exame de toque retal, que permite ao médico avaliar alterações da glândula, como endurecimento e presença de nódulos suspeitos, e sobre o exame de sangue PSA.

Cerca de 20% dos pacientes são diagnosticados somente pela alteração no toque retal, reforçando sua importância para o diagnóstico e o tratamento precoces.

Medidas preventivas, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), incluem: dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos, cereais integrais; menos gordura, principalmente as de origem animal, ajudam a diminuir o risco de câncer e de outras doenças crônicas não-transmissíveis.

Nesse sentido, outros hábitos saudáveis também são recomendados, como fazer no mínimo 30 minutos diários de atividade física, manter o peso adequado à altura, identificar e tratar corretamente hipertensão, diabetes e problemas de colesterol, diminuir o consumo de álcool e não fumar.


Confira os m
ateriais de apoio produzidos pelo INCA:

Cartilha Câncer de próstata: vamos falar sobre isso?

Vídeo Saúde do homem

Fontes: https://bvsms.saude.gov.br

Conselho Brasileiro de Óptica e Optometria
Dr. Dráuzio Varella
Instituto de Previdência Social do Município de Campinas (SP)
Instituto Lado a Lado pela Vida
Instituto Nacional de Câncer
Sociedade Brasileira de Urologia

Fonte: https://bvsms.saude.gov.br/

Ver também:

Conheça como funciona o trabalho de uma OSCIP que resgata animais em situação de risco e abandono.

Como estabelecer metas de estudos.

 A educação de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar.


O ensino de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar. Educação de Ensino em Casa, Jardins de Infância e Escolas, com cursos educacionais pré-escolar, ensino básico, fundamental e médio!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Joice Maria

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre as atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »