Esportes

Gasly ficou encantado com P6 na Arábia Saudita 

Compartilhar

Pierre Gasly disse que “só poderia estar feliz” por registrar mais uma partida entre os seis primeiros em 2021, mesmo que achasse que poderia ter sido ainda melhor. Mas seu companheiro de equipe AlphaTauri Yuki Tsunoda estava “frustrado” por não conseguir uma volta limpa no Q3.

Gasly ganhou velocidade rapidamente no novo circuito de Jeddah Corniche da Arábia Saudita, o francês parecia em casa em seu AT02 desde a primeira sessão de treinos – e ele se destacou em todo o caminho até a qualificação.

“Só posso ficar feliz com um dos seis primeiros”, disse ele. “Não posso ser muito ganancioso, mas obviamente ao mesmo tempo, 2cm [perdemos P5] – devemos calcular, mas deve ser extremamente próximo”.

“Você sempre pensa no que poderia ter sido, mas no final das contas foi uma qualificação muito boa”.

“Não foi fácil, não me senti confortável no carro, Q1, Q2, tive alguns momentos. É difícil colocar tudo junto. Eu realmente tive que trabalhar nas linhas e tentar maximizar tudo e foi isso que fiz no terceiro qualify. Estou muito satisfeito com isso”.

AlphaTauri foi rápido na qualificação da última vez no Qatar, mas depois lutou para fazer os pneus durar e caiu no campo durante a corrida. Embora Gasly preveja que será mais um domingo desafiador, ele tem esperança de que não seja tão ruim”.

“Temos observado tudo”, disse ele. “Tentámos fazer tudo o que pudemos para melhorar, porque vai ser difícil para nós – muita velocidade [secções], é muito difícil para os pneus”.

“Esperamos que não seja fácil para nós amanhã, mas não pode ser pior do que o do Qatar”, acrescentou Gasly, que caiu de P2 no grid em Losail para P11 na bandeirada. “Lá foi muito doloroso. Espero que amanhã seja um pouco melhor, mas ainda teremos que lutar, claramente, com os carros ao nosso redor”.

Tsunoda conseguiu chegar ao Q3 sem a necessidade de usar o composto mais macio pela primeira vez em sua carreira na F1 – mas ficou irritado porque o tráfego o impediu de terminar ainda acima do oitavo lugar.

“Tenho sentimentos confusos”, disse ele. “Até o Q3, foi muito bom. Fui para o Q3 com o pneu médio, o que nunca fiz antes. Mas recebi tráfego na minha última investida do [Sergio] Perez no primeiro setor, estava com muito ar sujo. Não pude melhorar. Estou muito frustrado”.

Ele acrescentou: “Havia potencial no carro para fazer um bom tempo por volta. Se você vir até o terceiro qualify, consistentemente fomos muito bons. Na primeira pressão com o pneu macio, fomos rápidos. É uma pena”.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »