Esportes

Bottas luta pelo pódio no último suspiro na penúltima corrida “intensa” pela Mercedes

Compartilhar

Pode não ter sido sua última aparição na Mercedes – que acontecerá em Abu Dhabi no próximo fim de semana – mas o Grande Prêmio da Arábia Saudita de domingo foi certamente memorável para Valtteri Bottas, depois que ele ultrapassou Esteban Ocon pelo pódio a poucos metros da bandeira quadriculada.

Bottas e seu companheiro de equipe Lewis Hamilton escaparam perfeitamente da primeira linha na largada original em Jeddah, assumindo o controle da corrida. No entanto, ele não foi capaz de repetir isso na primeira das duas reinicializações da corrida, com o Alpine de Ocon entre os carros com pneus mais novos para ficar à frente do finlandês.

“Obviamente, tudo começou com a primeira bandeira vermelha: foi um pouco azar para nós – muito azar para nós como equipe” explicou Bottas. “E então, no reinício com os pneus duros, estávamos com o pé atrás e perdemos algumas posições”.

Isso deixou Bottas em uma luta prolongada para encontrar uma maneira de passar primeiro pela McLaren de Daniel Ricciardo, o que ele acabou fazendo na volta 39 de 50, e depois Ocon – que ele só conseguiu ultrapassar na linha de chegada, garantindo a ele o terceiro lugar em sua centésima largada pela Mercedes.

“Foi uma corrida difícil, não houve tempo para correr – foi bastante intensa,” continuou Bottas. “Esteban fez uma boa corrida – eles foram surpreendentemente rápidos e não o conseguimos facilmente. Mas sim, consegui pegá-lo no final – continuei pressionando e valeu a pena hoje não desistir”.

Com seu homólogo da Red Bull, Sergio Perez, não conseguindo terminar, o pódio de Bottas ajudou a Mercedes a colocar uma das mãos firmemente na coroa de construtores deste ano, que agora se dirigem para a rodada final de 2021 com uma vantagem de 18 pontos sobre seus rivais.

“Sim, um bom dia para isso e, obviamente, com Lewis e Max [Verstappen] agora em pontos iguais, será uma corrida muito emocionante em Abu Dhabi”, acrescentou Bottas, que não descartou a possibilidade de se livrar de um rasgo no final da temporada do próximo fim de semana.

“Eu me sinto bem. Mais um para ir com a equipe. Acho que vai ser emocionante, mesmo para um finlandês, estou ansioso por isso ”, concluiu.

Fonte: Fórmula 1


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »