Esportes

Pioneiras da Seleção Feminina se reencontram após 30 anos da Primeira Copa do Mundo FIFA

Compartilhar

Integrantes da Primeira Seleção Feminina da história se reencontraram após três décadas para serem homenageadas pela CBF.

Neste sábado (11), um grupo mais que especial se reencontrou após 30 anos. As jogadoras da Seleção Brasileira Feminina que disputaram a primeira Copa do Mundo FIFA de Futebol Feminino, em 1991, se reuniram para comemorarem a data e serem devidamente homenageadas pela Confederação Brasileira de Futebol. Não faltou emoção entre as pioneiras no saguão do aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro.

As ex-jogadoras mostraram logo no primeiro contato que o entrosamento dos tempos dos gramados ainda segue vivo. Entre abraços apertados e muitas memórias, as pioneiras da Seleção Feminina viajaram no tempo e lembraram os dias de glória com a Amarelinha.

“Esse reencontro hoje foi muito forte, o coração bate mais forte, a gente se sente bem emocionada, afinal de contas são 30 anos. Praticamente uma vida que se passou, cada uma teve um rumo. Poder se reconectar é muito bom. Parece que o tempo não passou, a gente sorria, contava memórias, porque essa turma é muito unida, todas sempre com sorriso no rosto”, explicou Márcia Taffarel, em entrevista ao site da CBF.

“É uma alegria muito grande rever as meninas lá do início, de 91, pessoas que não via há 30 anos. E a alegria e o carinho continuam os mesmos. Estou muito feliz em estar aqui, poder estar participando deste momento, dessa homenagem. Nós somos merecedoras. Vamos aproveitar esse momento”, destacou Pretinha.

Principais responsáveis por pavimentar o caminho do futebol feminino brasileiro, as pioneiras mantiveram o contato, mesmo que a distância, ao longo dos anos. O reencontro serviu para matar a saudade e reunir um elenco que está marcado na história da Canarinho.

“As meninas do Rio eu encontro sempre, a Pretinha, Elaine… As de São Paulo fica um pouco mais difícil. Já tinha muito tempo que não via as meninas de Salvador. A gente sempre foi agarrada, se fala por mensagens, só não está juntas. Revê-las agora faz passar um filme na cabeça lá de trás, da gente aqui na Granja”, admitiu Fanta.

“Rever elas foi como se fosse a primeira vez, uma emoção muito grande. É um grupo merecedor de tudo isso que está acontecendo. É muito importante para nós, porque é a nossa história. Estou feliz demais”, disse Michael Jackson.

Neste domingo, direto da Granja Comary, em Teresópolis (RJ), as pioneiras terão seu legado exaltado com uma série de homenagens.

Evento 30 anos da Seleção Brasileira Feminina na Granja Comary

Fonte: CBF


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »