News

Programa Irriga Minas beneficia mais de 700 agricultores familiares em 2021

Compartilhar

Ações consistem na entrega e no suporte para a instalação de kits de irrigação; 59 municípios em regiões de vulnerabilidade social e hídrica foram atendidos neste ano.

Uma das ações estratégicas do Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), para a geração de trabalho e renda em áreas de vulnerabilidade social e hídrica, é o Irriga Minas. Neste ano, 704 produtores rurais foram beneficiados, com um kit de irrigação cada, em 59 municípios das regiões Norte e dos vales do Jequitinhonha, Mucuri e Rio Doce. 

Os conjuntos são compostos por caixas d’água de 500 litros com tampa e itens de irrigação por gotejamento, para uma área de 500 metros quadrados, além de filtro, registro e conectores. Segundo o superintendente de Desenvolvimento Agropecuário da Seapa, João Denilson Oliveira, o programa traz bons resultados do ponto de vista social, pois garante sustentabilidade na produção e segurança alimentar. 

Divulgação/Seapa

“Nosso desafio, para 2022, é darmos continuidade às ações, captarmos mais recursos para o programa e oferecermos suporte a um número ainda maior de agricultores familiares, com os quais a Seapa mantém um forte compromisso”, explica o superintendente.

Investimentos

O programa é viabilizado, em grande parte, por um convênio firmado com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em 2016. Desde o início da política pública já foi investido mais de R$ 1 milhão em repasses do governo federal, sendo R$ 333,6 mil somente neste ano. Com o montante aplicado em 2021, foram comprados 495 kits. 

Dos 704 conjuntos adquiridos no total, outros 134 kits foram entregues com recursos próprios de Minas Gerais, no valor de R$ 99,6 mil, via Seapa e Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), parceira por meio do Programa Raízes de Minas. E mais 75, fornecidos a partir de emendas parlamentares, somaram R$ 55,8 mil às atividades desenvolvidas.

Produtividade na horta

Para a distribuição dos dispositivos, são priorizados agricultores familiares participantes do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) ou do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), especialmente em municípios impactados por secas mais severas. A ideia é permitir a agricultores que dispõem de um pequeno espaço em suas propriedades aproveitá-lo para a subsistência, além de comercializar a produção excedente em feiras livres e outros espaços, garantindo renda extra e sustentabilidade. 

Para isso, os serviços prestados pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), vinculada à Seapa, são estratégicos. Dentre os resultados do programa em 2021, estão a capacitação de 70 técnicos da empresa para o apoio qualificado à instalação dos dispositivos nas propriedades beneficiadas. A formação continuada dos profissionais aconteceu por meio da plataforma de Ensino a Distância (EaD) do Programa Certifica Minas

Impacto 

Um dos produtores beneficiados pelo programa, Otacílio Rodrigues, do município de Japonvar, no Norte de Minas, recebeu a visita de uma equipe da Seapa em novembro. Na oportunidade, o agricultor apresentou a horta da família aos visitantes, orgulhoso especialmente do plantio de hortaliças, tomate, abobrinha, maxixe, piá e grãos. 

“Fizemos um projetinho, cerquei a área, ficou muito bom. A gente ficou alegre demais em receber o kit. No ano que vem vai ser ainda melhor, vai ter um milho melhor, ter uma fatura ainda maior aqui”, conta Rodrigues. 

Fonte: Agência Minas


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »