Mundo Militar

Tropa e equipamentos checados para o exercício aeromóvel conjunto

Compartilhar

O Exército Brasileiro e o Exército dos Estados Unidos da América treinam, conjuntamente, tropas aeromóveis entre 6 e 16 de dezembro. O CORE (Combined Operations and Rotation Exercise) foi acordado entre os países envolvidos em 2010. O exercício seguirá até 2028, com fases de rodízio entre os dois países. Desta vez, o contexto é o de uma operação aeromóvel (com emprego de helicópteros) que está sendo desenvolvida, nas cidades de Lorena, Cachoeira Paulista (SP) e Resende (RJ).

A abertura do treinamento foi marcada por um apronto operacional. Essa é a atividade na qual a tropa e os equipamentos são checados por seus comandantes, antes de um emprego propriamente dito. A sede do evento foi o 5º Batalhão de Infantaria Blindado, que fica em Lorena. Ele serviu para que os comandantes pudessem se dirigir à tropa, destacando os pontos positivos do exercício.

Segundo o Comandante Militar do Sudeste, General de Exército Tomás Miguel Miné Ribeiro Paiva, o emprego conjunto é uma tendência de emprego dos exércitos. “A interoperabilidade entre Brasil e Estados Unidos começou na Segunda Guerra Mundial. Hoje, nós temos tendências mundiais, nos conflitos modernos. Uma delas é operar com várias agências no campo de batalha. Outra delas é trabalhar de maneira combinada, de maneira multinacional. Isso tem sido o foco de muitas operações que nós temos visto em muitos cenários, inclusive quando integramos missões de paz da ONU. Recentemente, estivemos empregados dessa maneira no Haiti e essa tropa do 5º Batalhão de Infantaria foi a que mais perdeu companheiros no terremoto do Haiti,” lembrou o General Tomás.

Para o Major General Wilian Thigpen, o exercício aumenta a camaradagem entre os exércitos participantes. “Esse treinamento vem sendo planejado há dois anos. Isso aumenta a camaradagem e a interoperabilidade das duas Forças. Nessa oportunidade, nós  pudemos ver que esses soldados estão aptos e prontos para atuar. Este ano, nós estamos aqui e, no ano que vem, a tropa brasileira vai aos Estados Unidos para seguir nesse intercambio no nosso Centro de Treinamento,” comentou o General Thigpen.

O CORE 21 está repleto de militares em ação. Num ambiente de integração, a tropa está composta por uma companhia de soldados americanos com cerca de 150 americanos em operação e 30 em apoio. Já, por parte do Exército Brasileiro, são em torno de 750 homens envolvidos direta e indiretamente.

Fonte: Exército Brasileiro


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »