News

Goiás bate recorde no abate de frangos e cresce no de bovinos

Compartilhar

Com os dados divulgados sobre abate de animais, relativos ao terceiro trimestre de 2021, Goiás se torna terceiro lugar no ranking nacional de abate de bovinos e quinto lugar no de frangos.

Com um total de 119,9 milhões de cabeças de frango abatidas, Goiás bate recorde na série histórica, no terceiro trimestre de 2021. O total representa aumento de 6,3% em relação ao trimestre anterior e de 7,2% em relação ao mesmo período do ano passado.

Também positivo neste período, o abate de bovinos cresceu no terceiro trimestre em relação ao mesmo período de 2020, com o registro de 751,6 mil cabeças – aumento de 5,3%. Com o total abatido, o Estado se posiciona como terceiro maior no ranking de abate de bovinos e quinto maior no ranking de abate de frangos.

No acumulado do ano, os números também são positivos em relação à quantidade de abates de bovinos e frangos. Foram 2,2 milhões de cabeças de bovinos abatidas (aumento de 7,5% em relação ao mesmo período do ano passado) e 348,3 milhões de cabeças de frango (crescimento de 16,9% no período).

Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (08), por meio da Pesquisa Trimestral do Abate de Animais – 3º trimestre de 2021, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Apesar de queda, a quantidade de suínos abatida no período também trouxe bons números. No terceiro trimestre de 2021, foram 484,1 mil cabeças de suínos abatidas.

Conforme analisa o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tiago Mendonça, os números refletem o investimento de produtores na pecuária goiana e o Governo de Goiás também tem oferecido atenção aos mesmos, como linhas de crédito especiais para financiamentos.

“Temos visto boas propostas para investimentos de produtores em bovinocultura e avicultura, sobretudo com as cartas-consultas aprovadas no FCO [Fundo Constitucional do Centro-Oeste] nos últimos meses. O Estado tem oferecido suporte, dando condições para que esses investimentos sejam feitos e a produção seja positiva”, considera.

Brasil

Já os números do abate de animais no terceiro trimestre de 2021, no País, mostram crescimento no número do abate de frangos e suínos, tanto em relação ao trimestre passado, quanto em relação ao mesmo período do ano anterior.

Foram 1,5 bilhão de frangos abatidos e 13,7 milhões de cabeças de suínos no período. O abate de bovinos registrou, por outro lado, queda nas duas comparações e atingiu a marca de 6,9 milhões de cabeças abatidas no período.

Fonte: Governo de Goiás


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »