Esportes

Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia ganha cara nova em 2022

Compartilhar

Cuiabá recebeu a última etapa do Circuito Brasileiro em 2021.

Novidades no sistema de disputa, mais equilíbrio, critérios definidos para bônus por performance, possibilidades de desenvolvimento e de experiências internacionais. Em 2022, o Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia terá um novo formato, elaborado pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) com foco em renovação, emoção, performance e sustentabilidade.  A premiação total ultrapassa os 6 milhões de reais, um valor 22% superior ao da temporada 2020/2021.

O Circuito Brasileiro passa a ser dividido em duas competições por etapa. O Aberto reúne as duplas entre o 8º e o 14º lugar no ranking, além de dois convidados e oito parcerias classificadas pelo qualifying. As partidas acontecem de quarta-feira a sexta-feira. Já o Top 8 será disputado de sexta-feira a domingo pelas sete duplas mais bem ranqueadas, além de um convidado especial: o campeão do Aberto anterior, que ganha o wild card como bônus pela performance. A dupla vencedora de cada etapa Top 8 e seu técnico também terão um benefício além da premiação em dinheiro, e recebem da CBV o custeio de passagem, hospedagem, transporte e alimentação para disputar uma etapa do Circuito Mundial. 

Esse sistema permite jogos mais nivelados, já que no modelo atual, de competição única com 24 times no torneio principal, os confrontos eram definidos pela colocação no ranking: o mais bem ranqueado enfrentava o time de colocação mais baixa e assim por diante. Também tem menos dias de competição para cada atleta, o que diminui o desgaste com a viagem e permite mais tempo para ativações especiais de patrocinadores e da CBV. Este convite para o Top 8 é mais um estímulo para que uma dupla que começa o ano disputando o Aberto sonhe em brigar por uma participação no Circuito Mundial. O caminho está aberto para todos.  

“Será um circuito com maior possibilidade de experiência esportiva, principalmente para as duplas em desenvolvimento, que terão a chance de participar de mais partidas decisivas, como semifinais e finais, vivenciando a pressão e a emoção dessas etapas. Isso é fundamental para o crescimento esportivo. Teremos jogos mais equilibrados e disputados em menor número de dias, o que reduz o desgaste para todos. A transparência do sistema permite que os atletas conheçam critérios, benefícios e valores e possam traçar suas estratégias profissionais. Como o trabalho de renovação é um dos pilares da CBV, os campeões das etapas do Brasileiro sub-21 recebem como bônus um convite para o Aberto seguinte. Tudo está interligado, com critérios claros para os atletas e para quem acompanha a modalidade”, explica Guilherme Marques, gerente de vôlei de praia da CBV.

Durante a temporada 2022, serão realizadas 10 etapas do Top 8 e 15 etapas do Aberto. A primeira de ambos será em fevereiro, em Saquarema, no Rio de Janeiro. As etapas adicionais do Aberto servirão como oportunidade de desenvolvimento e experiência, substituindo as atuais etapas do Circuito Challenger. Para efeito de formação de ranking de entrada, serão levados em consideração os três melhores resultados das quatro últimas etapas. O campeão da temporada 2022 será definido pela soma dos nove melhores resultados dos participantes. 

Além do Brasileiro, os atletas terão a chance de disputar em casa duas etapas do Circuito Mundial. Em março, os melhores jogadores do mundo estarão reunidos no Rio de Janeiro para uma disputa Elite. Em abril, Itapema, em Santa Catarina, recebe uma competição Challenge.

CIRCUITO BRASILEIRO DE VÔLEI DE PRAIA – CALENDÁRIO 2022

1ª ETAPA – TOP 8 e ABERTO – Saquarema (RJ) – de 2 a 6 de fevereiro

2ª ETAPA – ABERTO – Maringá (PR) – 24 a 27 de março

3ª ETAPA – TOP 8 e ABERTO – Itapema (SC) – 20 a 24 de abril

4ª ETAPA – TOP 8 e ABERTO – Brasília (DF) – 4 a 8 de maio

5ª ETAPA – TOP 8 e ABERTO – Cidade a definir – 18 a 22 de maio

6ª ETAPA – ABERTO – Cidade a definir – 1 a 5 de junho

7ª ETAPA – ABERTO – Cidade a definir – 22 a 26 de junho

8ª ETAPA – ABERTO – Cidade a definir – 7 a 10 de julho

9ª ETAPA – TOP 8 e ABERTO – Cidade a definir – 20 a 24 de julho

10ª ETAPA – ABERTO – Cidade a definir – 4 a 7 de agosto

11ª ETAPA – TOP 8 e ABERTO – Cidade a definir – 24 a 28 de agosto

12ª ETAPA – TOP 8 e ABERTO – Cidade a definir – 21 a 25 de setembro

13ª ETAPA – TOP 8 e ABERTO – Cidade a definir – 12 a 16 de outubro

14ª ETAPA – TOP 8 e ABERTO – Cidade a definir – 9 a 13 de novembro

15ª ETAPA – TOP 8 e ABERTO – Cidade a definir – 30 de novembro a 4 de dezembro

SUB 21

1ª ETAPA – Saquarema (RJ) – 28 a 30 de janeiro

2ª ETAPA – Itapema (SC ) – 17 a 19 de abril

3ª ETAPA – Cidade a definir – 21 a 23 de agosto

4ª ETAPA – Cidade a definir – de 27 a 29 de novembro

SUB 19

1ª ETAPA – Brasília (DF) – 1 a 3 de maio

2ª ETAPA – Cidade a definir – 1 a 3 de agosto

3ª ETAPA – Cidade a definir – 9 a 11 de outubro

SUB 17

ETAPA ÚNICA – Cidade a definir – 17 a 19 de julho

Fonte: CBV


Seu apoio é importante, torne-se um assinante! Sua assinatura contribuirá para o crescimento do bom jornalismo e ajudará a salvaguardar nossas liberdades e democracia para as gerações futuras. Obrigado pelo apoio!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »