Esportes

Garra e grande atuação de Fabíola garantem a virada de Osasco sobre Brasília

Compartilhar

Levantadora saiu do banco no terceiro set, superou dores nas costas e comandou a equipe osasquense na sexta vitória consecutiva na Superliga 21/22.

O Osasco São Cristóvão Saúde precisou de garra, coração e uma grande atuação de Fabíola para virar o jogo sobre o Brasília Vôlei e vencer por 3 sets a 2. As comandadas de Luizomar saíram perdendo por 2 a 0 na noite desta terça-feira (14), no ginásio do Sesi Taguatinga, no Distrito Federal, até a levantadora sair do banco para mudar a história da partida. Poupada nas duas primeiras parciais em função de dores nas costas, ele foi fundamental para o sexto resultado positivo do time na Superliga Banco do Brasil 21/22, com parciais de 17/25, 23/25, 25/15, 25/19 e 22/20, em 2h21min. O resultado mantém as osasquense na terceira colocação.

Pela atuação nos três sets finais, Fabíola foi eleita a melhor em quadra e recebeu o troféu VivaVôlei. “Tenho sentido um problema muscular nas costas e as dores já me tiraram da última partida (vitória sobre Valinhos). Hoje, antes da partida, voltou a doer e o Luizomar teve que me segurar. Mas o time precisou e fico muito feliz por ter ajudado, assim como todo o time me ajudou, pois estava com dificuldades para me deslocar, bloquear e levantar para trás”, afirmou a levantadora, que creditou à falta de agressividade os placares adversos nos dois primeiros sets.

Além de Fabíola, outro destaque da partida foi Tifanny. A oposta foi a maior pontuadora da partida, com 38 acertos e uma atuação decisiva na virada osasquense no quinto e decisivo set. O resultado desta terça-feira ficou a um ponto de igualar o recorde pessoal da atleta, que é de 39 acertos em uma partida.

O jogo – A recepção, um dos pontos fortes de Osasco na temporada, não funcionou. E como o passe não entrou, Kenya (que substituiu Fabíola) teve limitadas opções de ataque. O resultado foi o domínio do Brasília no placar, que fechou em 25/17.

Osasco equilibrou o jogo no segundo ser. Após o pedido de tempo de Luizomar no 8/11, sua equipe virou no 14/13 e abriu 16/14 com um ace de Fabiana. Keyla entrou para sacar e conseguiu provocar o erro de Brasília: 21/18. As donas da casa empataram no 22/22, viraram e conseguiram a virada por 25/23.

Osasco voltou para o terceiro set com Fabíola na armação da jogadas. A levantadora acionou mais as centrais, que foram efetivas no ataque e confundiram o bloqueio do Brasília. O resultado foi uma parcial tranquila para as comandadas de Luizomar. Fabiana fez 15/6 em mais um ace e Rachael Adams acertou o bloqueio no 18/8. Michelle montou o paredão no 23/13 e cravou no ataque no 25/15.

Osasco remou e não morreu na praia no quarto set. Após sair perdendo por 2/7, a equipe visitante conseguiu se reorganizar. Michelle subiu para o bloqueio simples e empatou: 13/13. Tifanny, da saída, virou no 14/13. A oposta marcou novamente, desta vez para fazer o set point (24/18). A vitória veio após uma bola rápida pelo meio de Rachael Adams: 25/19.

Osasco começou o tie-break na frente, mas Brasília empatou no 8/8, forçando Luizomar a pedir tempo. As donas da casa encaixaram o saque, abriram dois pontos (11/9) e o treinador osasquense parou o jogo novamente. A situação não mudou. Brasília seguiu na frente e chegou a 14/10. Nesse momento, Osasco jogou com o coração e na base da garra e de uma atuação eficiente de Tifanny, salvou quatro set points e empatou. A partir daí, os dois times alternaram chances de fechar até Osasco chegar a 22/20.

Jogaram e marcaram para o Osasco São Cristóvão Saúde: Kenya (1), Tifanny (38), Michelle (10), Carla (7), Rachael Adams (12), Fabiana (12) e a líbero Camila Brait. Técnico: Luizomar Moura. Entraram: Fabíola (1), Keyla, Camila Paracatu.

Jogaram e marcaram para o Brasília: Ana Cristina (2), Arianne (20), Edna (8), Aline (11), Neneca (10), Natália(10) e a líbero Ju Paes. Técnico: Rogério Portela. Entraram: Ana Caroline (13), Sara (1), Paquiardi, Mimi Sosa.

SUPERLIGA 2021/22
FASE DE CLASSIFICAÇÃO – PRIMEIRO TURNO
30/10 – OSASCO SÃO CRISTÓVÃO SAÚDE 3 X 2 Fluminense – José Liberatti
5/11 – Sesc RJ Flamengo 0 X 3 OSASCO SÃO CRISTÓVÃO SAÚDE – Tijuca
9/11 – OSASCO SÃO CRISTÓVÃO SAÚDE 0 X 3 Dentil Praia Clube  – José Liberatti
12/11 – Curitiba Vôlei 0 X 3 OSASCO SÃO CRISTÓVÃO SAÚDE – Col. Positivo Junior
16/11 – OSASCO SÃO CRISTÓVÃO SAÚDE 3 X 1 Barueri Volleybal Club  – José Liberatti 
23/11 – EC Pinheiros 0 X 3 OSASCO SÃO CRISTÓVÃO SAÚDE – Henrique Villaboim
26/11 – OSASCO SÃO CRISTÓVÃO SAÚDE 3 X 2 Sesi Vôlei Bauru  – José Liberatti
10/12 – OSASCO SÃO CRISTÓVÃO SAÚDE 3 X 1 Country Club Valinhos  – José Liberatti
14/12 – Brasília Vôlei 2 X 3 OSASCO SÃO CRISTÓVÃO SAÚDE – Sesi Taguatinga
20/12 – 17h – Unilife Maringá X OSASCO SÃO CRISTÓVÃO SAÚDE – Chico Neto (Canal Vôlei Brasil)
10/01/22 – 19h –  OSASCO SÃO CRISTÓVÃO SAÚDE X Itambé Minas  – José Liberatti (SporTV)

Mais informações:
Osasco Vôlei TV: 
https://osascovoleitv.tvnsports.com.br/         
Fan page: https://www.facebook.com/osascovoleibolclube/         
Instagram: www.instagram.com/osascovoleibolclube/         
Twitter: www.twitter.com/osascovc         

Fonte: ZDL Sports

Ver também:

Conheça como funciona o trabalho de uma OSCIP que resgata animais em situação de risco e abandono.

Como estabelecer metas de estudos.

 A educação de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar.


O ensino de alta qualidade já está ao alcance de todos e em qualquer lugar. Educação de Ensino em Casa, Jardins de Infância e Escolas, com cursos educacionais pré-escolar, ensino básico, fundamental e médio!

Gratuitamente, clique e comece já!

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Joice Maria

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre as atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »