Mundo

A Rússia não se transformará em “fortaleza sitiada” devido a sanções – Lavrov

Compartilhar

O ministro das Relações Exteriores especificou que se o Ocidente fortalecer as sanções, a Rússia encontrará uma resposta, mas ressaltou que Moscou está contando com a prudência de seus parceiros ocidentais.

MOSCOU, 27 de dezembro. / TASS /. A liderança russa não está considerando a possibilidade de transformar o país em uma “fortaleza sitiada” por causa das sanções ocidentais, disse o chanceler russo, Sergey Lavrov, em uma entrevista exclusiva para o canal Solovyov Live no YouTube na segunda-feira.

“Vamos nos tornar uma” fortaleza sitiada “? Tenho certeza de que isso não faz parte dos planos da liderança russa. Com certeza”, disse o ministro.

“O presidente [da Rússia Vladimir Putin] expressa constantemente, em particular em seus últimos discursos, em sua grande coletiva de imprensa, seu compromisso de ampliar as oportunidades para o livre desenvolvimento da sociedade, para os princípios democráticos”, acrescentou.

Lavrov disse que se o Ocidente fortalecer as sanções, a Rússia encontrará uma resposta, mas ressaltou que Moscou está contando com a prudência de seus parceiros ocidentais.

“Estou convencido de que mesmo que este cenário, que é fantástico para mim, se concretize, encontraremos a resposta”, afirmou o ministro.

Lavrov observou que há políticos no Ocidente que consideram inútil impor sanções à Rússia. No entanto, ele ressaltou que a Rússia não mudará suas crenças devido ao descontentamento de seus colegas ocidentais.

“Caso alguém ainda não tenha entendido – a cada dia a Rússia prova sua capacidade de resolver quaisquer problemas, e não mudará seu modo de vida, suas crenças, apenas porque o Ocidente se irritou e fechou algumas tecnologias lá”, disse ele.

Fonte: Ministério das Relações Exteriores da Rússia / TASS

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Paulo Fernando De Barros

Colunista e editor para a Noruega em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »